-->
Home | Jornal Multimodal | Gestores do transporte conhecem práticas inovadoras de Israel
Postado em 17 de junho de 2019 | 19:12

Gestores do transporte conhecem práticas inovadoras de Israel

Durante toda esta semana, gestores e executivos do setor de transporte brasileiro participam de visita técnica a Tel-Aviv, em Israel. Iniciativa da CNT, em parceria com a FDC (Fundação Dom Cabral) e a Universidade de Tel-Aviv, a missão está proporcionando uma imersão em ecossistemas e ambientes de empreendedorismo, mobilidade e inovação de Israel.

Nessa segunda-feira (17), os participantes conheceram a Universidade de Tel-Aviv e o Centro Peres pela Paz e Inovação. O presidente da CNT, dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, e do ITL, Vander Costa, que integra o grupo, exalta a oportunidade de ter contato com uma cultura permeada pelo investimento em inovação e tecnologia.

“O grupo de executivos que está aqui conosco é de alto nível e demonstra uma grande preocupação em aprofundar, cada vez mais, seus conhecimentos em tecnologia da informação. As visitas à Universidade e ao Centro Peres foram importantes para acompanharmos como estão os estudos da evolução da tecnologia, e de que forma isso vem impactando o transporte em todo o mundo.”

No roteiro da viagem, também estão previstas visitas a empresas de transporte como Electreon, Argus, Galooli, Foresight, Razor Lab e Mobileye. Pelo Sistema CNT, além do presidente Vander Costa, estão em Israel a diretora-executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart; o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista; e a assessora especial do ITL, Eliana Waléria de Souza Costa. Também faz parte da comitiva o ex-presidente da CNT, Clésio Andrade.

Berço da inovação
O presidente Vander Costa destaca que Israel é um dos países que mais investem em pesquisa e desenvolvimento do mundo. Cerca de 4,3% do PIB (Produto Interno Bruto) do país é destinado a essas atividades, o que equivale a mais de US$ 13 bilhões por ano, de acordo com a Israel Innovation Authority.

Israel possui mais startups, cientistas, engenheiros, patentes médicas, gastos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e profissionais em tecnologia per capita do que qualquer outro país do mundo. Tel-Aviv, por exemplo, é a sétima colocada em um ranking que leva em consideração as melhores cidades do mundo para começar uma startup.

Fonte: CNT


141 queries in 3,260 seconds