-->
Home | Jornal Multimodal | Exportações de tabaco podem cair 6%
Postado em 27 de julho de 2020 | 19:28

Exportações de tabaco podem cair 6%

Problemas com clima associados à pandemia refletiram no setor. Os fumicultores já estão plantando a próxima safra mas uma parte do tabaco colhido nesta temporada ainda não foi escoado. O primeiro semestre registrou queda nas exportações. Foram embarcadas 186,3 mil toneladas. O volume de tabaco exportado, em toneladas, ficou 23,92% menor e a rentabilidade, medida em dólares, caiu 35%.

Segundo projeções do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco), a queda pode chegar a 6% no ano, o que representaria uma baixa de 15% no faturamento da indústria.

Entre as razões está a estiagem que atingiu Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina, diminuindo o volume da safra e menos demanda da China, devido a Covid-19, pelas dificuldades de logística. Além disso a entidade aponta que em 2019 foi escoada parte da carga contratada ainda em 2018, o que elevou os números para mais de 548 mil toneladas no ano, faturamento de US$ 2,138 bilhões.

“A venda de tabaco para o exterior acontece, em sua maioria, no segundo semestre. Mais de 60% do total comercializado ocorre entre os meses de julho a setembro”, ressaltou o presidente do Sinditabaco, Iro Schunke.

 

 

Fonte: Agrolink


138 queries in 3,276 seconds