-->
Home | Jornal Multimodal | DNIT fiscalizará dragagem do Porto do Rio Grande
Postado em 11 de julho de 2019 | 17:14

DNIT fiscalizará dragagem do Porto do Rio Grande

O superintendente dos Portos do Rio Grande do Sul, Fernando Estima, esteve em Brasília, na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT). A reunião foi agendada pelo deputado Estadual Fábio Branco que também participou do encontro com o superintendente-geral, Antônio Leite dos Santos Filho. Foram tratados assuntos como a dragagem do porto do Rio Grande, a federalização de trechos da BR-101 e também o lote 4 da BR-392. Também esteve na reunião a Diretora de Infraestrutura Aquaviária, Karoline Brasileiro Quirino Lemos e Carlos Fernandes, representando o Movimento Aliança Rio Grande

A federalização de trechos da BR-101 foi uma das pautas debatidas no encontro. “O que o deputado Alceu e eu temos defendido é que a União retome a responsabilidade sobre esses trechos [da 101 sob responsabilidade do RS], que são os mais críticos, e possa realizar a manutenção adequada, garantindo o conforto e a segurança dos usuários da rodovia”.

Já sobre a dragagem, “O DNIT passou a ser o órgão fiscalizador da dragagem do porto, portanto a reunião serviu para discutirmos questões ligadas à dragagem. No início de agosto o superintendente do DNIT deverá vir ao Estado, acompanhando o ministro Tarcísio Gomes de Freitas no ato de entrega de trechos duplicados da BR-116. Fiz o convite para que também visitem o porto e possam acompanhar o trabalho de dragagem”, explica Estima. Segundo o superintendente, está confirmada a empresa que fará a auditoria final da obra e isso é um passo determinante para a homologação do resultado obtido com a dragagem. Com isso, as autoridades marítimas e portuárias podem avaliar e determinar o novo calado operacional.

Por fim, o superintendente Estima e Santos Filho abordaram a temática do lote 4 da BR-392 em frente aos terminais portuários do superporto de Rio Grande. Estima esclareceu que já está em constante contato com a superintendência regional para buscar avançar na definição do traçado para que os recursos possam ser efetivamente solicitados e buscados junto ao Governo Federal.

Fonte: Portos do Rio Grande do Sul


149 queries in 4,274 seconds