-->
Home | Anote | Escassez de produtos frescos deve afetar Europa em meio a paralisações por coronavírus
Postado em 26 de março de 2020 | 19:19

Escassez de produtos frescos deve afetar Europa em meio a paralisações por coronavírus

Frutas e vegetais frescos se tornarão cada vez mais escassos na Europa, alertam fornecedores, à medida que a pandemia de coronavírus dificulta as movimentações globais de produtos e de pessoas necessárias para que as safras sejam colhidas. Governos estão buscando formas de amenizar qualquer escassez, incluindo “corredores verdes” para permitir que os produtos frescos sejam escoados mais rapidamente através das fronteiras da União Europeia, o recrutamento de um “exército oculto” de colheitadeiras e a flexibilização de regras de viagens para trabalhadores migrantes.

Mas enquanto os supermercados europeus afirmam que continuam recebendo a maior parte dos produtos, as pressões de oferta crescem tanto nas fontes, entre elas a África, importante fornecedora de produtos frescos, quanto na própria Europa. As lojas, que já estão lidando com um acúmulo de clientes, podem ter dificuldades para manter as prateleiras cheias. No Quênia, importante fornecedor de feijão verde e ervilhas para a Europa, metade dos trabalhadores do setor foi mandada de volta para casa em licenças obrigatórias, diante da impossibilidade do país de embarcar pedidos, mesmo com o aumento da demanda de varejistas europeus.

Fonte: Reuters


141 queries in 3,058 seconds