-->
Home | Oil & Gas | BR Distribuidora avalia entrar no mercado de comercialização de energia elétrica
Postado em 11 de novembro de 2020 | 21:03

BR Distribuidora avalia entrar no mercado de comercialização de energia elétrica

A BR Distribuidora está avaliando a possibilidade de entrar no mercado de comercialização de energia elétrica, afirmou o presidente da companhia, Rafael Grisolia, durante teleconferência com analistas nesta quarta-feira (11). “Estamos em negociações e podemos ter novidades antes do fim do ano”, disse o executivo.

A companhia também segue com os planos de entrar no mercado de gás natural, apesar de a discussão sobre uma eventual parceria com a Golar Power para distribuição em pequena escala de gás natural liquefeito (GNL) ter desacelerado nas últimas semanas. O presidente da subsidiária brasileira da Golar (Hygo Energy), Eduardo Antonello, virou alvo de investigações da Lava-Jato em setembro.

“Temos que tomar cuidado com relação a esse evento de compliance. Estamos avaliando [o caso] para tomar as melhores decisões”, afirmou Grisolia.

A companhia também tem buscado manter a consistência de preços praticados ao consumidor de modo a equilibrar margens e ganho de participação de mercado, afirmou o diretor executivo de finanças, compras e relações com investidores, André Natal, durante conferência com investidores nesta quarta-feira (11).
“Estamos tentando evitar grandes margens de recomposição, mas buscando um equilíbrio. Temos conseguido margens saudáveis com um bom ganho de ‘share’. Estamos buscando mais consistência”, disse o executivo.
A companhia conseguiu ainda aumentar sua participação no mercado para 26,6% no setor de combustíveis no terceiro trimestre, avanço de 0,6 pontos percentuais em relação ao segundo trimestre. De acordo com o presidente da companhia, Rafael Grisolia, o avanço já é resultado dos esforços para uma menor volatilidade de preços.
“Temos conseguido mais estabilidade na dinâmica de precificação para os clientes, conseguimos manter uma estratégia mais clara, que passa confiança. É uma proposta de valor”, afirmou Grisolia.
CBios
A companhia defende a busca de uma solução de mercado após a judicialização das metas de descarbonização para as distribuidoras, como parte do programa de estímulo aos biocombustíveis do governo federal, o RenovaBio.

“Não podemos viver uma assimetria com as distribuidoras sob diferentes situações jurídicas”, afirmou o presidente da BR Distribuidora, Rafael Grisolia, na teleconferência com os analistas.

As discussões ocorrem depois que a Associação das Distribuidoras de Combustíveis (Brasilcom) obteve, no domingo (8), uma liminar na Justiça que reduziu em 25% as metas de compra de Créditos de Descarbonização (CBios) de suas associadas — em sua maioria distribuidoras de alcance regional, além da Alesat.

Lojas Americanas
A BR Distribuidora deve anunciar, em breve, a conclusão das discussões com as Lojas Americanas sobre uma possível parceria no setor de lojas de conveniência, afirmou Grisolia.

“As Lojas Americanas têm desenhos que criam valor e estamos sempre buscando uma melhor eficiência. Estamos mais próximos, do que estávamos no segundo trimestre, de mostrar ao mercado as conclusões para uma potencial parceria”, disse o presidente da BR Distribuidora.

As companhias assinaram, ao final de agosto, memorando de entendimentos para viabilizar o eventual acordo.

 

 

 

 

Fonte: Valor


138 queries in 3,936 seconds