-->
Home | Highlights | Transporte domina 9 das 10 maiores locações de condomínios logísticos no 4T23, aponta pesquisa
Postado em 22 de janeiro de 2024 | 18:00

Transporte domina 9 das 10 maiores locações de condomínios logísticos no 4T23, aponta pesquisa

De acordo com dados divulgados pela Colliers, segmento assumiu o protagonismo das locações durante o período, com absorção bruta de 857 mil m².

Ao menos 47% do inventário locado entre outubro e dezembro foi para empresas de transporte e logística. A absorção bruta do período foi de 857 mil m² e, no acumulado do ano, o indicador superou a marca de 4 milhões de m² — um recorde para o mercado. Os dados, divulgados pela Colliers, constam na pesquisa do 4º trimestre de 2023 sobre o mercado de condomínios logísticos no Brasil.

O levantamento também aponta que a absorção atingiu um total de 530 mil m² e a taxa de vacância se manteve estável, em 10%, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Ainda sobre a taxa de vacância, a pesquisa mostra que apenas os estados do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul possuem o indicador acima de 15%, apontando para a elevada ocupação dos empreendimentos logísticos de alto padrão construtivo.

De acordo com Paula Casarini, CEO da Colliers, ao menos seis locações foram acima de 20 mil m², todas para empresas do setor de transporte e logística.

“Vimos o protagonismo do setor de transporte e logística em 2023. Apenas no 4º trimestre, ele representou praticamente a metade da absorção bruta. Quando observamos o ano como um todo, o setor locou 1 a cada 4 m². Para efeito de comparação, esse número foi de 1 para 5 m² em 2022”, comentou.

Segundo o levantamento, o preço médio pedido dos condomínios logísticos no Brasil apresentou alta nos últimos meses, encerrando o último trimestre em R$ 24,9 /m²/mês. O estado do Paraná registrou o maior preço médio pedido no país, R$ 30/ m²/mês, seguido por Bahia, Distrito Federal, Amazonas e São Paulo, com R$ 28,4 /m²/mês, R$ 28 /m²/mês, e R$ 26,3/m²/mês, respectivamente.

“Temos observado aumento nos preços dos condomínios logísticos. A combinação da pouca oferta de imóveis, principalmente em regiões mais desejadas na logística, e do aumento no custo de construção tem pressionado o valor pedido de locação. A expectativa é de que eles permaneçam em tendência de alta nos próximos meses”, disse a CEO da Colliers.2

 

 

Fonte: Mundo Logística


118 queries in 3,169 seconds