-->
Home | Anote | Exportação de frutas: recorde do Brasil, aumento aos árabes
Postado em 5 de fevereiro de 2024 | 18:04

Exportação de frutas: recorde do Brasil, aumento aos árabes

A exportação de frutas do Brasil foi recorde em 2023, período em que cresceram também as remessas aos países árabes. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), o Brasil exportou US$ 1,2 bilhão em 2023, com aumento de 26,7% sobre 2022. Em volume, foram exportados, no total, 1,085 milhão de toneladas, um aumento de 6% sobre o ano anterior (foto ilustrativa apresenta mangas produzidas no Brasil).

Dados compilados pelo Departamento de Inteligência de Mercado de Câmara de Comércio Árabe Brasileira mostram que as exportações de frutas aos países árabes somaram US$ 17,5 milhões em 2023, em alta de 36% sobre 2022, com 11,7 mil toneladas, aumento de 95,3%. O saldo na balança comercial do setor com os árabes, porém, foi deficitário, pois o Brasil importou US$ 28,6 milhões em frutas, com expansão de 106,5% em um total de 32,9 mil toneladas, alta de 104,7%. O déficit do setor foi de US$ 11,1 milhões. O Brasil importa sobretudo frutas congeladas e cítricos dos países árabes.

Conforme dados da Abrafrutas, os Emirados Árabes Unidos foram, entre as nações árabes, os principais importadores de frutas brasileiras, em um total de US$ 11,5 milhões e 7,42 mil toneladas. As líderes de vendas aos Emirados foram maçãs e melões. O melão também foi a segunda fruta mais exportada pelo Brasil no ano passado, com um total de 228 mil toneladas e US$ 189 milhões. A líder de vendas para o exterior foi a manga: 266 mil toneladas, com 15% a mais nas exportações sobre 2022, e receita de US$ 312 milhões, com alta de 51,5% sobre o faturamento de 2022.

Fonte: Agência Anba

101 queries in 8,003 seconds