-->
Home | Highlights | DP World investe R$ 250 milhões para ampliar operações de contêineres no Porto de Santos
Postado em 26 de março de 2024 | 17:00

DP World investe R$ 250 milhões para ampliar operações de contêineres no Porto de Santos

Segundo comunicado da companhia, a aquisição de 21 novos ativos de infraestrutura portuária aumenta a capacidade para 1,7 milhão de TEUs e acelera a estratégia de expansão.

A DP World anunciou um novo investimento de US$ 50 milhões — cerca de R$ 250 milhões, em conversão direta — na aquisição de novos equipamentos para o terminal localizado na margem esquerda do Porto de Santos. Esse investimento é a mais recente fase das obras de expansão do terminal, que totalizam US$ 85 milhões — R$ 425 milhões —, incluindo a extensão do cais em 190 metros, anunciada em 2023 e orçada em US$ 35 milhões — R$ 175 milhões.

Com previsão de conclusão para o final de 2024, o terminal da DP World acomodará a atracação de dois navios de grande porte (escala Q-max, com mais de 345 metros), criando oportunidades significativas para aumentar a eficiência operacional dos armadores. Os novos equipamentos também apoiarão na estratégia de ampliação da capacidade do terminal que saltará para 1,7 milhão de TEUs, fortalecendo e apoiando a demanda de crescimento econômico do Brasil.

Ao todo, serão adquiridos 21 novos equipamentos, sendo dois portêineres (Quay Cranes), cinco RTGs (Rubber-Tired Gantry Crane), 12 ITVs (Internal Transfer Vehicle) e dois ECHs (Empty Container Handler).

“As ampliações que vem sendo realizadas pela DP World no Brasil visam atender a demanda crescente do mercado de contêineres na era pós pandemia, além de preparar o terminal para suportar o crescimento e o papel estratégico de Santos como Hub Port para a América do Sul”, explicou Fabio Siccherino, CEO da DP World no Brasil. “Avaliamos, constantemente, novos investimentos, com o objetivo garantir que a capacidade do porto de Santos fique à frente da demanda, com um elevado nível de serviço”, acrescentou.

Segundo a companhia, os novos equipamentos foram adquiridos com tecnologia de redução de consumo e emissões de gases poluentes — em linha com a estratégia global para neutralizar as emissões de carbono até 2040.

A companhia iniciou o processo de eletrificação dos RTGs no Porto de Santos em 2023, com a adaptação de 22 máquinas, reduzindo o consumo de diesel do terminal em 60%.

 

 

 

Fonte: Mundo Logística


121 queries in 4,688 seconds