-->
Home | Opinião | PORTOS & CIA.: Copiar o que dá certo
Postado em 14 de outubro de 2020 | 17:13

PORTOS & CIA.: Copiar o que dá certo

“Copiar o que dá certo”, apregoado pelo empresário Jorge Gerdau, deveria ser agora adotado para resolver a questão dos portos. Um grupo do Governo resolveu começar a privatização pelo Porto de Vitória (Codesa) e depois as outras 7 Cias. Docas. Mas, nos dois maiores portos do mundo – Los Angeles e Roterdã -, aconteceu o contrário: eram privatizados e depois, por reclamaçâo dos concorrentes – passaram para o Estado. Los Angeles foi do empresário Phineas Banning para o Los Angeles Harbor Department. Na Holanda, o maior porto da Europa, era controlado pela Cia. das Índias Ocidentais e passou para a estatal Havenbedrijf Rotterdam NV. A história está no meu livro “Os 10 principais portos do mundo”.

Viagem à Lua

Em dezembro de 2018, o foguete Longa Marcha realizou o 4º voo ao lado oculto da Lua. Esse voo liberou a sonda Yutu, destinada a pesquisar o local de pouso do foguete que localizaria a estação permanente, que movimentou-se 520 metros em 610 dias. Essa missão, conduzida por Wang Chi, vem produzindo informações para cientistas de todo o mundo a aprofundar seus conhecimentos sobre a Lua.

Líder

Dia 10 de setembro foi o dia dos professores na China e comemorado pelo presidente Xi Jinping com uma mensagem pedindo respeito de todos na sociedade. Na ocasião, visitou a escola que frequentou desde 1965 e onde encontrou o professor Chen Quiying. Ao visitar a Escola Bayl, que também frequentou, houve ocasião em que o diretor disse: “Bem-vindo, líder”, ao que Xi respondeu: “Aqui não tem líder nenhum. Apenas um aluno”.

Hong-Kong

Desde quando estava sob domínio inglês (1841-1997) – foi dado como troféu da lamentável Guerra do Ópio -, a cidade era eleita a de comércio mais livre do mundo. Nos últimos 23 anos, já com o retorno à soberania chinesa, manteve o título, concedido agora à Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAEHK), de maior liberdade para o comércio internacional, pelo Instituto Fraser, do Canadá.

25 Anos

Este mês a coluna está completando 25 anos, uma das mais antigas da imprensa nacional. Infelizmente, vamos comemorar com péssimas notícias do desastrado discurso do presidente Trump na ONU, que está presente em todos os jornais/revistas. Trump culpou indevidamente a China por infectar o mundo com o Coronavírus. Foi castigado.

 

 

Fonte: Carlos Tavares de Oliveira
Jornalista e consultor de comércio exterior

146 queries in 3,526 seconds