-->
Home | Oil & Gas | Portocem assina pré-contrato para construção de usina termelétrica movida a gás natural no Complexo do Pecém
Postado em 12 de dezembro de 2022 | 18:01

Portocem assina pré-contrato para construção de usina termelétrica movida a gás natural no Complexo do Pecém

A Portocem um pré-contrato com o Complexo do Pecém (CIPP), no Ceará, para a construção de uma usina termelétrica movida a gás natural com previsão para entrar em operação em julho de 2026. Com capacidade de 1.572 MW, o empreendimento proporcionará mais segurança ao SIN – Sistema Interligado Nacional, sendo construído para operar nos momentos de baixo nível d’água nos reservatórios das hidrelétricas, baixa velocidade de ventos (que prejudica a geração eólica) e baixa intensidade de sol (geração fotovoltaica).

“Nosso projeto não é apenas mais um projeto de geração de energia. Ele é estruturante/transformacional para a região Nordeste, permitindo que, com a criação do terminal de regasificação (FSRU), a região vire um importante hub de gás natural na América Latina e atue como uma âncora fundamental para a atração de diversos outros investimentos sustentáveis e importantes,”, afirma Ronan Dias, CEO da Portocem.

A UTE Portocem será implantada na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará), empresa do Complexo do Pecém, na Região Metropolitana de Fortaleza. Composta por 4 turbinas geradoras em ciclo simples, movidas a gás natural, a UTE Portocem terá uma linha de transmissão de 8 km que conectará a usina ao SIN, através da Subestação Pecém 2. O empreendimento receberá gás natural de uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação (FSRU) que será afretada pela Portocem e ficará permanentemente atracada dentro da área abrigada do Porto de Pecém.

“Esse é um projeto de alto investimento, um dos maiores já planejados para o estado do Ceará. Será aqui a primeira usina termelétrica a gás natural do Brasil instalada numa zona de processamento de exportação, na nossa ZPE Ceará. Além disso, teremos a instalação do suprimento de GNL em área abrigada no Porto do Pecém. Ou seja, a Portocém chega para fortalecer o nosso complexo industrial e portuário como um importante equipamento para a cadeia de produção do gás natural na América Latina”, celebra Danilo Serpa, presidente do Complexo do Pecém (CIPP).

De acordo com Ronan, a Portocem se beneficiará de uma localização privilegiada, com uma infraestrutura robusta. “A zona industrial de Pecém tem proximidade com o ponto de conexão elétrica do sistema interligado nacional, e o Porto possui características favoráveis para a infraestrutura de GNL, com profundidade e espaço para operação”, destaca.

Com a construção da usina termoelétrica Portocem, na região metropolitana de Fortaleza, estima-se que o empreendimento deverá gerar cerca de 1.700 empregos durante sua fase de construção, que terá duração de aproximadamente 3,5 anos. Estão previstas obras de implantação, que englobam a construção de estruturas, além da montagem dos equipamentos elétricos e mecânicos.

A UTE Portocem contribuirá para a geração de empregos no estado do Ceará e promoverá ao longo de sua construção empregos diretos nas obras, além de demanda de funções técnicas, com profissionais especializados e operadores/mantenedores.

A Usina Termelétrica Portocem (UTE Portocem) foi a maior vencedora do 1º Leilão de Reserva de Capacidade de Potência, realizado em dezembro de 2021 pela Aneel e pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), para contratação de reserva de potência para o SIN (Sistema Interligado Nacional), e será implantada na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará), uma empresa do Complexo do Pecém, na Região Metropolitana de Fortaleza.

O empreendimento é um investimento da Ceiba Energy, no valor aproximado de R$ 4,7 bilhões.

 

 

 

Fonte: Portos e Navios

 


103 queries in 5,417 seconds