-->
Home | Oil & Gas | Petrobras espera ‘em breve’ seguir com contratação de plataformas para Búzios
Postado em 18 de novembro de 2020 | 17:02

Petrobras espera ‘em breve’ seguir com contratação de plataformas para Búzios

Campo já tem quatro delas em produção, além de uma quinta contratada, e iniciou neste ano contratação de mais três.

A Petrobras já estuda as próximas quatro plataformas a serem contratadas para o campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, disse o gerente-geral do campo, Mário Khan, durante o 3º fórum técnico da estatal na manhã desta terça-feira (17). “A gente espera muito em breve poder dar prosseguimento à estratégia de contratação”, disse o executivo.

Até o momento, o campo já tem quatro plataformas em produção, além de uma quinta contratada, o FPSO Almirante Barroso. Este ano, a petroleira iniciou a contratação de mais três unidades, o FPSO Almirante Tamandaré e as unidades P-78 e P-79.

O campo de Búzios, descoberto em 2010, é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo. A previsão é que o campo opere com 12 plataformas ao todo até o final da década. Ao término da fase de desenvolvimento, é esperado que a área produza mais de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), tornando-se o maior ativo de produção da estatal.

A Petrobras deve contratar também uma sísmica 4D para o campo de Búzios, disse Khan. “Vamos usar esta tecnologia com certeza. Vemos bastante valor na sísmica 4D, especialmente num reservatório desta magnitude. Isso vai permitir que se olhe como estão se comportando todos os fluidos”, afirmou.

A estatal também apostará na tecnologia de gêmeos digitais no reservatório de Libra, também no pré-sal de Santos. Segundo a gerente-executiva da área, Mariana Paes, o objetivo será ajudar na redução do tempo de manutenção de ativos e evitar falhas. “Com isso, a gente consegue garantir maior eficiência e disponibilidade dos equipamentos”, afirmou a executiva.

 

 

 

Fonte: Valor


144 queries in 3,982 seconds