-->
Home | Oil & Gas | Halliburton demitirá outros 5 mil empregados pela queda do petróleo
Postado em 28 de fevereiro de 2016 | 15:42

Halliburton demitirá outros 5 mil empregados pela queda do petróleo

A americana Halliburton, segunda maior prestadora de serviços do mundo em campos petrolíferos, anunciou nesta quinta-feira que demitirá outros 5 mil empregados pelo impacto causado em seus negócios pela queda do preço do petróleo.

Os novos cortes afetarão 8% do quadro de funcionários e será o segundo neste ano, já que em janeiro a empresa despediu outros 4 mil trabalhadores. Com isso, a companhia passará a contar com cerca de 60 mil empregados.

“Lamentamos ter de tomar esta decisão, mas infelizmente os cortes são necessários porque as condições do mercado estão complicadas”, disse a Halliburton em comunicado, que não detalha onde as demissões aconteceram.

O preço do petróleo vem caindo desde o segundo semestre de 2014 por uma combinação de fatores, como o excesso de oferta no mercado, a desaceleração econômica da China e o aumento da produção em países como os Estados Unidos.

O presidente da Halliburton, Jeff Miller, e o executivo-chefe, Dave Lesar, enviaram um e-mail aos empregados no qual lamentam as saídas e explicam os motivos, segundo a imprensa de Houston, no estado do Texas.

“Nossos clientes estão investindo 50% em relação há um ano nos Estados Unidos e 25% menos nos mercados internacionais, e está claro que as oportunidades de negócio serão muito piores em 2016 do que tínhamos antecipado”, escreveram na mensagem.

As ações da petrolífera fecharam nesta quinta com uma queda de 1,24% na Bolsa de Nova York (NYSE), onde retrocederam 4,52% desde janeiro, enquanto nos últimos 12 meses perderam 25% de seu valor.

Fonte: EFE


133 queries in 2,605 seconds