-->
Home | Oil & Gas | Grupo Krominox expande atuação e passa a atender ao setor de óleo e gás com soluções tubulares
Postado em 18 de setembro de 2023 | 17:04

Grupo Krominox expande atuação e passa a atender ao setor de óleo e gás com soluções tubulares

O Grupo Krominox, que atua na fabricação de tubos e acessórios, fez novos movimentos para ampliar ainda mais sua presença no mercado brasileiro. A nova fronteira de oportunidades que está sendo desbravada pelo conglomerado empresarial é a indústria de óleo e gás. O grupo criou recentemente a empresa Krominox Global Solution (KGS), que atende toda a gama de materiais usados no segmento petrolífero e já possui importantes contratos no mercado.

Atualmente, a KGS está fornecendo para os principais players que estão construindo os módulos das plataformas P-78, P-80, P-82 e P-83. O escopo de fornecimento abrange material em aço inoxidável , super-duplex, duplex, ligas de alto Ni além do CuNi.”, disse o CEO da KGS, Guilherme Cruz. “Novos FPSO’s já estão sendo orçados e estamos ajudando os participantes a prepararem seus orçamentos, além de diversos projetos nos quais estamos envolvidos”, acrescentou. O executivo prevê ainda que o setor de óleo e gás vai experimentar um importante crescimento nos próximos meses, com muitas novas oportunidades para a cadeia fornecedora local.

O novo ciclo já se iniciou e temos boas projeções de negócios e construção de diversos novos FPSO’s, de acordo com o plano de investimentos da Petrobrás. A expectativa é que uma grande parte dessa demanda seja produzida no Brasil”, concluiu.

Poderia começar falando, de maneira geral, sobre o projeto de expansão de atuação do Grupo Krominox?

O Grupo Krominox foi fundado em 1996, inicialmente com um papel muito importante no mercado de distribuição de tubos e conexões em aço inoxidável. Em 2017, o presidente do grupo, Marcos Ledo, inicia uma grande expansão das atividades da empresa, acreditando no potencial do mercado brasileiro. Com a visão de se tornar líder do mercado, o grupo incorporou três fábricas, assumindo assim o papel de maior fabricante de tubos de aço inoxidável com costura do Brasil. 

Atualmente, o grupo é composto por várias companhias. As empresas Maxitubos, Kronitubos e Partners ficam em Itapevi (SP) e compõem toda a linha de fabricação de tubos em aço inoxidável com costura. Já a SH Refrigeração é responsável por produzir tubos capilares com cobre para atendimento ao setor de refrigeração. A Master Hidráulica, por sua vez, é fabricante de cavaletes de aço inoxidável padrão SABESP.

Vislumbrando o novo ciclo de desenvolvimento do mercado de óleo e gás e uma possível retomada do setor naval brasileiro, o grupo sentiu também a necessidade de expandir o escopo de fornecimento dos materiais para esses segmentos. Por isso, fechamos uma parceria que incorpora a minha experiência de mais de 30 anos no mercado e criamos a empresa KGS, que significa Krominox Global Solution.

Qual é o foco de atuação da KGS?

A KGS foi um passo fundamental para expandir as atividades do grupo para além do aço inoxidável, atendendo toda a gama de materiais usados nos segmentos de óleo & gás, naval, entre outros. Assim, o Grupo Krominox passou a ter um portfólio muito mais amplo, além de expandir sua atividade internacionalmente.

A KGS Brasil atua para clientes nacionais que não possuem capacidade de importação direta. Já a KGS Internacional é uma trading localizada na Europa, especializada em fornecimento de produtos utilizados no mercado de construção offshore e clientes que desejam fazer a importação direta para minimizar o custo dos seus projetos. 

A KGS complementa a linha de produtos do Grupo Krominox, ofertando materiais para os segmentos de óleo & gás, naval, energia e cogeração. São produtos 100% importados. Temos na Ásia os principais parceiros comerciais. Acabei de voltar da China recentemente, onde fechamos importantes acordos com grandes fabricantes que compõem o nosso supply chain, sempre visando à qualidade dos produtos fornecidos.

Quais são os principais contratos em andamento dentro da KGS?

Atualmente, a KGS está fornecendo para os principais players que estão construindo os módulos das plataformas P-78, P-80, P-82 e P-83. O escopo de fornecimento abrange material em aço inoxidável , super-duplex, duplex, ligas de alto Ni além do CuNi. Esses são os materiais que nós estamos fornecendo agora em maior volume para os módulos que estão sendo fabricados no Brasil. São contratos bem significativos que nos levam a uma posição de destaque no fornecimento de materiais de tubulação para o segmento de óleo e gás.  

E como está a prospecção de novos negócios?

Novos FPSO’s já estão sendo orçados e estamos ajudando os participantes a prepararem seus orçamentos, além de diversos projetos nos quais estamos envolvidos.

Quais são as perspectivas da KGS em relação ao setor de óleo e gás?

Eu acredito que o setor de óleo e gás experimentará uma grande expansão. O novo ciclo já se iniciou e temos boas projeções de negócios e construção de diversos novos FPSO’s, de acordo com o plano de investimentos da Petrobrás. A expectativa é que uma grande parte dessa demanda seja produzida no Brasil e, por isso, teremos boas oportunidades de negócios e um crescimento significativo das nossas operações. Estamos 100% preparados para atender a demanda que está a caminho. Então, o sentimento é de crença total no desenvolvimento do País e na expansão dos nossos negócios. Será um novo período importante para aqueles que atuam no mercado de óleo e gás. 

 

 

 

Fonte: Petro Notícias


105 queries in 5,128 seconds