-->
Home | Oil & Gas | GasBrasiliano: empresa prevê expansão do gás para Jaú, interior de São Paulo
Postado em 13 de setembro de 2018 | 18:36

GasBrasiliano: empresa prevê expansão do gás para Jaú, interior de São Paulo

A companhia GasBrasiliano obteve licença da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) para instalar rede secundária de distribuição do combustível em Jaú. A concessionária tem intenção de iniciar a expansão do gasoduto que hoje para em Barra Bonita.

De acordo com a assessoria de imprensa da concessionária, a expansão é compreendida em duas etapas. Na primeira, uma rede local de 13 quilômetros será construída, com previsão de término em 2020. A partir de 2021, a rede de distribuição da Barra será expandida até Jaú, em mais 23 quilômetros de rede.

O foco prioritário da empresa é o atendimento ao mercado industrial, sobretudo nos ramos de alimentos, papel, fertilizantes e usinas de asfalto. O projeto contempla, no entanto, a instalação de um posto de combustível para fornecimento do Gás Natural Veicular (GNV).

Quando o plano estiver concretizado, Jaú estará interligada ao mesmo gasoduto que hoje leva o combustível às cidades de Bauru, Araraquara, Araçatuba, Marília, Ribeirão Preto, São Carlos e outros municípios do Centro-Oeste e Noroeste paulistas. A companhia distribui aproximadamente 730 mil metros cúbicos por dia de gás natural, que chega a cerca de 25 mil clientes domiciliares e industriais.

O secretário de Desenvolvimento e Trabalho, Luiz Carlos Ramos Furlaneto, afirma que a região é estratégica para investimentos deste porte.

No caso específico do GNV, ele acredita que a adesão dependa de uma mudança de cultura. “Assim como qualquer produto novo que chega ao mercado, é preciso ter uma boa divulgação, inclusive dos fornecedores”, comenta.

Região

Desde 2017, a empresa atua na região, com inauguração do ramal em Igaraçu do Tietê. Após a construção de uma travessia do gasoduto no Rio Tietê, o combustível chegou a Barra Bonita neste ano. Nas duas cidades, o material é aproveitado por fábricas que trabalham com cerâmica, na produção de telhas esmaltadas.

“São municípios com grande tradição no setor cerâmico, contando com duas indústrias deste segmento que consomem o gás natural em seus processos produtivos, ambas atuantes na fabricação de telhas esmaltadas”, informa a concessionária, por meio da assessoria de imprensa.

Fonte: Jornal Comércio do Jahu

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


143 queries in 2,808 seconds