-->
Home | Negócios & Oportunidades | Geral | Localfrio amplia em 85% as exportações durante a pandemia
Postado em 2 de setembro de 2020 | 17:21

Localfrio amplia em 85% as exportações durante a pandemia

Companhia avança no segundo trimestre com o embarque de pás eólicas, ração animal, proteína de soja e tarugos e vergalhões de aço

A Localfrio, uma das maiores empresas de logística integrada do país, registrou alta média de 86% no embarque de produtos para exportação no segundo trimestre deste ano frente aos três primeiros meses de 2020. A alta foi puxada pelo aumento de demanda por pás eólicas, ração animal, proteína de soja e tarugos e vergalhões de aço no mercado internacional. As mercadorias foram despachadas por meio dos terminais alfandegados da companhia, localizados nos principais hubs marítimos de comércio exterior no país (Santos, Suape e Itajaí), tendo como principais destinos Estados Unidos, Europa e América Latina.

“Tivemos um incremento no volume de exportações no segundo trimestre, justamente no período em que a pandemia estava em aceleração no Brasil. Notamos que outros países estavam em estágio de recuperação das atividades econômicas, o que certamente ajudou a ampliarmos nossos serviços de comércio exterior”, comenta Thomas Rittscher, CEO da Localfrio.

Ainda de acordo com o executivo, a maior procura pelo serviço também se deve à expertise da Localfrio no segmento. “Atuamos de forma integrada em toda a cadeia logística, reduzindo o tempo de embarque, de armazenamento e outras racionalizações de custos, tornando a operação mais ágil, segura e eficaz para as empresas”, completa.

No terminal alfandegado de Santos (SP), a companhia registrou crescimento de 61% no volume de contêineres exportados de proteína de soja. Passou de 132 unidades de janeiro a março, para 216, de abril a junho. A operação de ração animal também apresentou alta, saltando de 81 contêineres no primeiro trimestre deste ano para 139 nos três meses subsequentes, apontando um salto de 58%. “São operações que demandam armazenamento especializado e rígido controle de qualidade. Atendemos todas as normas e especificações exigidas por lei e pelas autoridades sanitárias”, revela Thomas.

Em Suape (PE), a companhia ampliou sua participação no volume total de pás eólicas despachadas pelo porto local, saltando de 36 de janeiro a março para 81 de abril a junho, indicando aumento de 125% no período. “Projetos de cargas especiais exigem alta capacitação e experiência. Temos uma equipe especializada que atua em todas as fases do projeto, desde a operação e gestão dos contêineres, transporte das pás, armazenamento alfandegado e supervisão da operação portuária”, explica o executivo.

O porto pernambucano também contou com o bom desempenho das exportações de tarugos e vergalhões de aço no segundo trimestre. Obteve alta de 100% no período, passando de 13,35 mil toneladas no primeiro trimestre para 26,7 mil toneladas.

As operações da Localfrio estão concentradas em São Paulo, Santa Catarina e Pernambuco. São 6 unidades operacionais, sendo 4 terminais alfandegados, totalizando 430 mil metros quadros de área disponível.

 

 

Fonte: Segs


146 queries in 3,931 seconds