-->
Home | Jornal Multimodal | Tudo Pronto para a II Expedição da Rota de Integração Latino-Americana (RILA)com destino aos portos do Chile
Postado em 21 de agosto de 2017 | 18:23

Tudo Pronto para a II Expedição da Rota de Integração Latino-Americana (RILA)com destino aos portos do Chile

Com uma comitiva composta por autoridades e empresários de diversos setores, a II Expedição da RILA já está com tudo pronto para fazer o percurso de 2.220 quilômetros com saída de Campo Grande com destino aos portos do Pacífico, na sexta-feira (25).

Um coquetel com todos os participantes e convidados no dia 24 marcará este grande evento que já é um marco para o Transporte Rodoviário de Cargas (TRC).

“A viabilidade desta rota abrirá uma nova possibilidade para as exportações de Mato Grosso do Sul e do Centro-Oeste rumo ao mercado asiático, possibilitando uma redução de 11 mil quilômetros de rota marítima com essa saída pelos portos do Chile”, explica o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas de MS (Setlog-MS), Cláudio Cavol, que também esteve à frente da I Expedição em setembro de 2013.

Quando o assunto é competitividade, esse ganho de tempo representa 6 dias a menos de viagem feitos atualmente pelo Oceano Atlântico, que leva em média 14 dias para cobrir cerca de 19 mil quilômetros até a Ásia. “A RILA abrirá a possibilidade de incremento nas exportações do complexo soja, por exemplo, das atuais 67 milhões de toneladas (2016) para 135 milhões, além de outros produtos brasileiros”, afirma Cavol.

As tratativas internacionais junto ao Paraguai, Argentina e Chile que farão parte desse trajeto estão em andamento. Segundo o secretário de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul, Marcelo Miglioli, as obras do lado paraguaio já estão sendo licitadas . “Dos 550 quilômetros no Paraguai, que representa hoje o maior problema, tivemos a informação que o primeiro lote de 278 quilômetros já estão sendo licitados este mês e os 100 quilômetros dentro da Argentina, já estão em execução”, explica o secretário. Já a ponte Bi-Nacional que ligará Porto Murtinho a Carmelo Peralta (PY) será feita com 50% de recursos brasileiros e 50% com recursos paraguaios e aguarda o aval do Congresso Nacional. A obra está orçada em R$ 116 milhões.

Para averiguar in locuo este trajedo, uma caravana formada por 30 picapes Amarok sairá de Campo Grande nas primeiras horas da manhã da sexta-feira (25) com 95 empresários e autoridades, entre elas o Governador Reinaldo Azambuja, o Ministro de Carreira das Relações Exteriores, coordenador geral de Assuntos Econômicos Latino-Americanos e Caribenhos, João Carlos Parkinson de Castro, os senadores Waldemir Moka, Simone Tebet e Pedro Chaves, além do embaixador do Chile, Jaime Gazmurie e o Ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Didier César Olmedo Adorno.

Após a saída de Campo Grande, a caravana cumprirá agenda oficial em Porto Murtinho (MS), Carmelo Peralta (PY), Pozo Hondo (PY), Jujuy (Arg),Iquiqui (Chl), Antofogasta (Chl), Calama (Chl), Salta (Chl) e Assunção (Py), com retorno previsto para o dia 2 de setembro.

Fonte: Setlog

One comment

  1. Independentemente do grande feito, essa obra já deveria existir há mais de 30 anos, época em que ainda não éramos um dos maiores exportadores de grãos do mundo. A expectativa, agora, é saber se existirá continuidade com rapidez ou apenas questões de ordem burocrática.

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


135 queries in 3,214 seconds