-->
Home | Jornal Multimodal | Transporte fluvial garante o deslocamento de pessoas e cargas na região Amazônica
Postado em 23 de agosto de 2018 | 18:09

Transporte fluvial garante o deslocamento de pessoas e cargas na região Amazônica

Na região Norte, os rios são as estradas para o deslocamento de cargas e passageiros. A malha hidroviária de mais de 16 mil quilômetros de rios navegáveis na região é a conexão entre os grandes centros das capitais, os municípios do interior e as comunidades ribeirinhas, localizadas em áreas mais remotas. É também a solução logística para o desenvolvimento social, econômico e cultural da população local.

A movimentação é grande. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região Norte concentra cerca de 9% da população brasileira (quase 18 milhões de habitantes) e, desse total, 26% encontram-se na zona rural. Todos os dias, milhares de pessoas se deslocam para as cidades maiores em busca de encomendas, cargas e mercadorias, que vão desde alimentos até medicamentos, materiais de higiene e de construção, entre outros. Há também aqueles que saem de suas casas, nas comunidades mais isoladas, para trabalhar, estudar ou para fazer um tratamento médico.

A segurança e agilidade do transporte das embarcações são garantidas pelas estruturas de apoio ao embarque e desembarque nos municípios. Entre elas, estão as Instalações Portuárias Públicas de Pequeno Porte (IP4), portos para embarcações de médio e pequeno porte, instalados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Atualmente, existem mais de 40 portinhos distribuídos em municípios do Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima que incrementam o comércio, garantem acesso à política agrícola, saúde, segurança, educação e cultura, além de aumentar o turismo na Amazônia.

Estudo realizado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), em parceria com a Universidade Federal do Pará, sobre a oferta e demanda do transporte de passageiros na Região Amazônica em 2017, revela que, ao todo, incluindo as IP4, existem 196 terminais hidroviários na região Norte, sendo 129 só no estado do Pará. De acordo com o levantamento, no ano passado foram transportados, pelos rios da região, 9,7 milhões de passageiros e cerca de 3,4 milhões de toneladas de cargas.

As informações sobre os endereços dos terminais, os horários de funcionamento e as linhas de navegação, bem como os tipos de embarcações disponíveis, podem ser obtidas junto às Unidades Regionais e Postos Avançados da Antaq. A Ouvidoria da agência também está disponível para o esclarecimento de dúvidas sobre a prestação de serviços à sociedade. A Central de Atendimento Telefônico (0800-6445001) funciona das 8h às 20h, de segunda à sexta-feira e, após esse horário, em finais de semana e feriados, com secretária eletrônica.

CONTATOS DAS UNIDADES REGIONAIS DA ANTAQ NA REGIÃO NORTE:

Belém

Endereço: Travessa Dom Romualdo de Seixas, 1560 – Ed. Connext Office – 6º andar – Umarizal

CEP: 66055-028 – Belém – PA

Telefone: (91) 3202-5140

Manaus

Endereço: Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) – Avenida do Turismo, 1350, Tarumã

CEP: 69010-901 – Manaus – AM

Telefone: (92) 3301-4850

Porto Velho

Endereço: Rua Carlos Gomes, 513 – Edifício Caiari – Centro

CEP: 76801-166 – Porto Velho – RO

Telefones: (69) 3301-3051 / (69) 3301-3050

Fonte: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


143 queries in 2,824 seconds