-->
Home | Jornal Multimodal | Portos de Itajaí e Navegantes terão manobras experimentais para navios de até 51 metros de boca
Postado em 27 de outubro de 2022 | 18:28

Portos de Itajaí e Navegantes terão manobras experimentais para navios de até 51 metros de boca

Teste na bacia de evolução deve ocorrer ainda neste mês com embarcação de até 335 metros de comprimento e capacidade para transportar mais de 13 mil TEUs.

O Porto de Itajaí recebeu autorização da Marinha para realizar 50 manobras experimentais com navios de até 51 metros de boca, 335 metros de comprimento e 11,2 metros de calado.

As 50 manobras serão realizadas na área da nova bacia de evolução (Baía Afonso Wippel). As manobras acontecerão em período diurno, respeitando a menor profundidade observada no complexo portuário, em 13,6 metros, com as devidas condições náuticas e climáticas favoráveis para navegação no canal de acesso ao complexo portuário.

Em fevereiro de 2021, representantes do armador CMA CGM estiveram reunidos com membros da diretoria da Superintendência do Porto de Itajaí, Delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí e Praticagem, quando apresentaram um projeto de construção de uma nova linha de navios com medidas entre 335 e 337 metros de comprimento por 51 metros de largura.

A primeira manobra experimental deste porte está programada para ocorrer em 28 de outubro, desde que as condições ambientais estejam propícias.

“Devemos receber o navio porta-contêineres “Rio de Janeiro Express” do armador Hapag-Lloyd. Foi recém construído e a sua capacidade nominal é de 13.200 TEUs. Em capacidade, é o maior navio de contêiner a operar na costa leste da América do Sul. Outros navios desse mesmo porte virão em seguida. Embarcações maiores e com mais capacidade são tendências do mercado, pois geram muita economia de escala. Esse tipo de navio é excelente para o mercado brasileiro, já que é equipado com mais de duas mil tomadas para contêineres refrigerados”, destaca Renê Duarte, diretor superintendente da Portonave.

O complexo portuário de Itajaí e Navegantes já opera regularmente com navios de 350 metros de comprimento por 48,50 metros de largura. Com a vinda de embarcações deste porte (335×51), o próximo passo será a busca por condições para manobrar navios com 366 metros de comprimento por 51 metros de largura.

“Este é mais um momento da classe portuária local a ser comemorado. Nosso complexo portuário de Itajaí e Navegantes é o segundo maior em movimentação de cargas do país e já tivemos a imensa satisfação de recebermos em junho de 2020 o maior navio porta-contêiner a navegar na costa brasileira, o “APL Paris”. Operações deste porte tendem a crescer, e isso nos anima, pois no futuro, teremos concluída a segunda etapa das obras da bacia de Evolução, e então estaremos aptos a receber navios de até 400 metros de comprimento. Agora, com a vinda de navios deste porte, creio no sucesso destas manobras experimentais, e, após realizadas e analisadas, inicia-se o processo de homologação por parte da Marinha, assim nos credenciando para mais uma etapa de novas conquistas”, avalia Fábio da Veiga, superintendente do Porto de Itajaí.

Fonte: Portos e Navios

97 queries in 4,240 seconds