-->
Home | Jornal Multimodal | Porto de Fortaleza fecha primeiro contrato para exportação de minério de ferro
Postado em 2 de dezembro de 2019 | 19:53

Porto de Fortaleza fecha primeiro contrato para exportação de minério de ferro

O Porto de Fortaleza, sob a gestão técnica da diretora-presidente Mayhara Chaves, acaba de assinar contrato com a empresa MDN Mineração para a primeira operação de minério de ferro, com destino à China, no próximo mês de janeiro. Inicialmente, serão dois navios com capacidade de 45 mil toneladas cada um, podendo atingir 300 mil toneladas por ano em 2020 e 2021, respectivamente. Este novo contrato de cerca de meio milhão impulsionará ainda mais a movimentação de granéis sólidos, que já registrou crescimento de 8,2% entre janeiro e outubro deste ano, comparado ao mesmo período de 2018.

A escolha pelo Porto de Fortaleza se deu devido à localização estratégica em relação aos demais portos do mundo, bem como o estudo de viabilidade técnica operacional para armazenagem e movimentação de granéis sólidos. A MDN Mineração considerou, também, a visão estratégica de crescimento eminente do Porto de Fortaleza por parte da nova gestão. “A confiança da MDN Mineração na nossa gestão mostra que estamos no caminho certo de fazer o porto crescer cada vez mais e, consequentemente, contribuir com crescimento das exportações e com o desenvolvimento socioeconômico e social de Fortaleza e do Ceará”, reforça a diretora-presidente Mayhara Chaves.

Localizada na região de Sobral, no interior do Ceará, a mina foi adquirida recentemente pela MDN Mineração, dos sócios Paulo Eduardo Burgon, Carlos Alberto Burgon, Pedro Luiz Burgon, Guilherme Hirata Burgon e Fabrício Milito Tonegutti. O contrato, assinado pela diretora-presidente da Companhia Docas do Ceará, Mayhara Chaves, e pelo diretor comercial Mário Jorge Cavalcanti, e a parte interessada, prevê o armazenamento e embarque de carga (minério de ferro). O transporte de Sobral até Porto de Fortaleza será feito via modo ferroviário.

Para o diretor comercial da CDC, Mário Jorge Cavalcanti, esta parceria só reforça o potencial do Porto de Fortaleza e o compromisso em oferecer o melhor serviço e resultado para os seus clientes. “Esta primeira operação de minério de ferro será importante tanto para o incremento da cadeia de granéis sólidos não-cereais, como para o aumento deste tipo de carga na movimentação geral do porto”. Sem o minério de ferro, já foram movimentadas 1.484.758 toneladas de janeiro a outubro deste ano ante 1.372.144 toneladas em 2018.

Fonte: Ministério da Infraestrutura


147 queries in 2,777 seconds