-->
Home | Jornal Multimodal | Píer da Alemoa, no Porto de Santos, é liberado após reparos em defensa
Postado em 9 de janeiro de 2020 | 18:47

Píer da Alemoa, no Porto de Santos, é liberado após reparos em defensa

O Píer 1 da Alemoa, que estava inoperante desde o fim do ano passado, foi liberado para atracações de navios de granéis líquidos nesta quarta-feira (8). O berço foi interditado para reparos na defensa, que apresentava problemas e colocava em risco as operações com produtos químicos e combustíveis.

As defensas são acessórios que servem para absorver eventuais impactos da embarcação com o cais, evitando avarias tanto na infraestrutura do porto quanto do navio.

Assim como ocorreu no Píer 2, os serviços realizados na defensa do Píer 1 incluíram inspeção subaquática para verificação da integridade das colunas de sustentação, além de reparo e reforço das estruturas, garantindo a integridade e o alinhamento.

A liberação é vista com alívio pelos usuários do Porto de Santos. A preocupação gira em torno da baixa oferta de berços para operações de líquidos já que, após assoreamento, alguns pontos de atracação tiveram a profundidade reduzida e sofreram restrições.

O problema era ainda maior porque os navios que fazem operações na Transpetro (empresa da Petrobras) era obrigados a se deslocar para o Píer 2, que voltou a receber embarcações após um período de interdição para reparos.

Consequentemente, os outros navios eram obrigados a utilizar berços que tiveram as profundidades reduzidas e passam por reparos de dragagem. O serviço é necessário já que a dragagem do Porto de Santos não era realizada desde abril do ano passado.

A previsão é de que os pontos de atracação da Alemoa sejam dragados nesta quinta-feira (9). A draga Yogi fez o nivelamento dos berços afetados e a Geopotes 15 fará a sucção dos sedimentos.

Fonte: A Tribuna


149 queries in 2,761 seconds