-->
Home | Jornal Multimodal | Países praticam medidas de proteção à cabotagem
Postado em 27 de janeiro de 2020 | 20:08

Países praticam medidas de proteção à cabotagem

O Brasil está entre 80% dos países que aplicam medidas de proteção para a utilização da cabotagem – transporte de cargas por meio das costas do país. Entre essas restrições, segundo estudo da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), estão o registro, a prioridade e a entrada de navios de bandeira estrangeira.

Apesar do protecionismo, o Brasil está entre os países que permitem a entrada de armadores estrangeiros sob condições controladas. O mesmo acontece na França, Alemanha, Itália, Grécia, Portugal, Espanha, Finlândia, Suécia, Rússia, Índia, Canadá, México, Uruguai, Argentina, Chile, entre outros.

Também, segundo o estudo, há medidas de proteção da cabotagem em 70% dos estados membros do Conselho da Organização Marítima Internacional (IMO). A pesquisa foi desenvolvido pela Gerência de Desenvolvimento e Estudos (GDE) da Superintendência de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade (SDS) da agência reguladora e busca fomentar novas normas para aumentar a competição no transporte de contêineres na cabotagem.

As principais razões apontadas pelos países para a adoção de medidas protecionistas ou liberalizantes na cabotagem também foram levantadas. A versão integral do estudo estará disponível, em breve, no site da Antaq.

Fonte: A Tribuna


143 queries in 3,806 seconds