-->
Home | Jornal Multimodal | Multilog vence licitação e seguirá por mais 25 anos à frente da concessão de três portos secos no RS
Postado em 23 de agosto de 2023 | 17:28

Multilog vence licitação e seguirá por mais 25 anos à frente da concessão de três portos secos no RS

Empresa continuará responsável pelas unidades de Jaguarão, Uruguaiana e Santana do Livramento; além dessas, a Multilog também opera a unidade de Foz do Iguaçu (PR), a maior da América Latina.

A Multilog venceu a licitação que estava em curso na Receita Federal e seguirá, por mais 25 anos, como concessionária responsável pelos portos secos de Jaguarão, Uruguaiana e Santana do Livramento, localizados no Rio Grande do Sul. O resultado da concorrência pública foi publicado no Diário Oficial da União no último dia 10 de agosto.

Em nota à imprensa, a companhia informou que é responsável por um volume relevante da carga terrestre que transita pelos portos secos de fronteira brasileiros em direção aos países do Mercosul ou proveniente deles.

Atualmente, a Multilog opera quatro unidades alfandegadas: três do Rio Grande do Sul e outra unidade de Foz do Iguaçu (PR) — a maior da América Latina. A área total dessas unidades é de 450 mil m², e mais 125 mil m² serão agregados com a conclusão das obras em Dionísio Cerqueira.

“É com muita satisfação que recebemos o resultado da licitação que elegeu a Mutilog como vencedora do certame. A grande expertise na administração e operação de recintos alfandegados e o trabalho de excelência realizado nessas unidades aduaneiras confirmam a nossa qualificação e reforçam nossa decisão de seguir investindo nessa área”, afirmou o presidente da Multilog, Djalma Vilela.

O executivo antecipou que a companhia irá inaugurar mais um porto seco neste ano em Dionísio Cerqueira (SC). Em 2022, a Multilog registrou o ingresso de cerca de 400 mil veículos que movimentam cargas de importação e exportação nestas unidades alfandegadas, e outros 138 mil ingressos entre janeiro e maio deste ano.

PORTOS SECOS

Segundo a companhia, os portos secos de fronteira possuem papel importante para o comércio exterior, tanto na importação quanto na exportação de mercadorias. Eles possibilitam a liberação de cargas com mais agilidade e a realização dos deslocamentos em menos tempo entre os destinos. Além disso, por sua origem, os portos secos oferecem preços mais competitivos.

“Para as operações e gerenciamento logístico da Multilog nos Portos Secos de Fronteira são adotadas ferramentas tecnológicas como o portal de atendimento ao cliente via plataforma própria Genius, que permite o rastreio das cargas e o acompanhamento dos processos e serviços; os Sistemas de CFTV, OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres) e a web vistoria nos armazéns, que garantem segurança, agilidade e flexibilidade”, afirmou a companhia, em nota.

 

 

Fonte: Mundo Logística


101 queries in 3,960 seconds