-->
Home | Jornal Multimodal | Mosca da carambola prejudica exportação de frutas em Roraima
Postado em 8 de agosto de 2019 | 18:32

Mosca da carambola prejudica exportação de frutas em Roraima

Sete municípios de Roraima estão em quarentena por causa da mosca da carambola e produtores de frutas do estado estão impedidos de exportar seus produtos porque duas barreiras fitossanitárias estão inativas.

Essas estruturas ajudam a controlar a passagem dos frutos entre as regiões do Estado; e o recurso para a manutenção das barreiras vinha do Governo Federal, que vetou a comercialização dos frutos por conta dos focos no Estado. Mas, segundo o governo estadual, desde junho não é feito o repasse mensal de cerca de R$ 135 mil reais.

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária do estado, Gelb Platão, explica que as barreiras têm um custo elevado e o governo local não tem como arcar.

Segundo ele, o Estado de Roraima e o Ministério da Agricultura estão em negociação para alterar a norma que prevê a impossibilidade de venda de produtos de municípios que estão em quarentena por causa da incidência da praga. Ele afirma que cidades que apresentaram focos no passado não têm a presença da mosca.

O superintendente do Ministério da Agricultura em Roraima, Plácido Alves, explicou que a liberação do dinheiro já foi solicitada e cabe agora ao Ministério da Economia fazer o repasse. Segundo ele, a estimativa é que o Estado possa voltar a vender os frutos em cerca de 60 dias.

Fonte: Rádio Nacional


142 queries in 2,855 seconds