-->
Home | Jornal Multimodal | Ministro se reúne com agências de risco em Nova York e apresenta planejamento da infraestrutura nacional
Postado em 22 de setembro de 2019 | 15:32

Ministro se reúne com agências de risco em Nova York e apresenta planejamento da infraestrutura nacional

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, se reuniu em Nova York (EUA) com duas das principais agências de risco do planeta. Os encontros com executivos da Moody’s e da Standard & Poor’s Global serviram para reafirmar os compromissos do Brasil com o crescimento sustentado da economia, amparado em bases sólidas, tendo o programa de concessões do governo federal como pilar importante para a atração de investimentos.

O resultado do roadshow mostra, mais uma vez, segundo o ministro, que existe um interesse claro dos investidores estrangeiros no Brasil. “O nosso trabalho é atrair esse mercado, formado por grandes players globais, que têm reconhecido nossos esforços para transformar o ambiente de negócios e criar as condições para um ciclo virtuoso da nossa economia”, disse Freitas.

Desde segunda-feira, o ministro da Infraestrutura participou de 21 reuniões com 68 representantes de fundos, bancos tradicionais, bancos de investimento, associações, empresas, escritórios especializados, agências de risco e investidores individuais, que, somados, representam um mercado de mais de US$ 2 trilhões, superando, em valores, o PIB brasileiro de 2018. Algumas das maiores instituições do mundo, como Citibank, JP Morgan, Morgan Stanley, Dentons, Soros Fund Management, ACG, Global Infrastructure Partners (GIP), receberam a comitiva do governo brasileiro, liderada pelo ministro, totalizando mais de 50 horas de diálogo sobre as perspectivas de crescimento da economia do país.

SEGURANÇA JURÍDICA – Freitas apresentou oportunidades de negócios no setor de transportes no Brasil, com destaque para o programa de concessões de ativos de infraestrutura do governo federal, atualmente, o maior do mundo. A carteira de projetos do Ministério da Infraestrutura projeta mais de R$ 217 bilhões em investimentos, nas próximas décadas, em portos, ferrovias, rodovias e aeroportos.

O ministro também respondeu a perguntas principalmente sobre o modelo de outorga variável adotado no programa de concessões do ministério, que traz mais segurança aos investidores e ao próprio governo, beneficiando os usuários dos serviços de infraestrutura. Outros temas como financiamento e o papel do BNDES, questões ambientais e transparência, a partir da atuação dos órgãos de controle brasileiros, também foram tema das conversas.

Segurança jurídica, previsibilidade e ambiente institucional favorável foram apontados pelo ministro como diferenciais que estão gerando mais confiança no país. Prova disso é o sucesso dos 26 leilões de infraestrutura já realizados apenas neste ano, gerando arrecadação de mais de R$ 5,8 bilhões em outorgas para a União. “A cada roadshow que realizamos pelo mundo, fica mais claro que os investidores estrangeiros apostam nas oportunidades de negócios que o Brasil proporciona”, avaliou o ministro Freitas. “Fizemos o dever de casa e estamos no caminho certo”. No próximo dia 30, o ministro viaja para Madri (Espanha). Estão previstos outros dois roadshows para a China e o Oriente Médio, em novembro.

Fonte: Ministério da Infraestrutura


148 queries in 2,714 seconds