-->
Home | Jornal Multimodal | MDIC debate temas relevantes ao Comércio Exterior durante encontro no Rio de Janeiro
Postado em 10 de agosto de 2017 | 17:31

MDIC debate temas relevantes ao Comércio Exterior durante encontro no Rio de Janeiro

O primeiro dia do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), que acontece até hoje (10), no Rio de Janeiro, contou com a participação do secretário de Comércio Exterior, Abrão Neto, e de Comércio e Serviços, Marcelo Maia, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Abrão apresentou o painel “Reduzir Custos para Exportar, Reindustializar e Crescer” e Maia discorreu sobre a atuação do MDIC na construção de uma agenda para ampliar a inserção internacional do Brasil.

Os secretários foram palestrantes do Enaex que este ano está na 37ª edição. Abrão destacou no início de sua exposição estatísticas do comércio exterior que apontam, nos primeiros sete meses desse ano, aumento nas exportações (18,7%) e nas importações (7,2%), em relação ao mesmo período do ano passado.

“Em julho de 2017, tivemos o oitavo mês consecutivo de aumento de importações, o que aumenta a percepção de reaquecimento da economia. Também alcançamos o maior superávit para os sete primeiros meses de toda a série histórica”, enfatizou. Na avaliação do secretário, a facilitação de comércio, os acordos comerciais e de investimentos e a redução de barreiras à exportação são pontos estratégicos para impulsionar as exportações brasileiras.

No decorrer do painel, cujo moderador foi o diretor da FIRJAN e ex-ministro das Cidades, Márcio Fortes, Abrão também detalhou o funcionamento do Portal Único de Exportação, ferramenta de facilitação do comércio exterior. “O portal é acima de tudo um esforço de reforma e simplificação dos fluxos de importação e de exportação, e seu grande objetivo é reduzir custos e tempo do exportador e assim aumentar a competitividade do Brasil no mercado internacional”, explicou.

Agenda

O uso e a atualização da Nomenclatura Brasileira de Serviços (NBS), tida como o classificador nacional para a identificação dos serviços e intangíveis, foram destaques na fala do secretário de Comércio e Serviços, Marcelo Maia.

“A NBS viabiliza maior inserção do Brasil no mercado internacional, além de ser essencial para elaboração, fiscalização e avaliação de políticas públicas de forma integrada. Ela também impulsiona a competitividade do setor de serviços ao harmonizar ações voltadas ao fomento empreendedor, à tributação, às compras públicas e ao comércio exterior”, explicou.

O secretário apresentou também informações sobre estudos estatísticos desenvolvidos pela Secretaria de Comércio e Serviços, relacionados ao aumento da participação do Brasil no mercado global, como o Panorama do Comércio Internacional de Serviços e os Perfis dos Negócios Bilaterais. Os documentos são desenvolvidos a partir de informações da base de dados do Siscoserv, sistema informatizado e direcionado às ações de estímulo das políticas públicas relacionadas a serviços e intangíveis.

O comércio eletrônico, que já faz parte do cotidiano do consumidor brasileiro, também foi tratado por Maia durante o Enaex. O secretário explicou que o assunto é tema central de um grupo de trabalho do Ministério de Ciência e Tecnologia, do qual o MDIC também é integrante. “Nosso objetivo é chegar a uma proposta de regulamentação do comércio eletrônico no ambiente de negócios. Para isso, temos analisado o posicionamento de outros países frente à questão”, finalizou.

Fonte: MDIC

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


139 queries in 2,980 seconds