-->
Home | Jornal Multimodal | Lufthansa estreia a 1ª rota regular de carga aérea neutra em carbono da história
Postado em 6 de abril de 2021 | 17:07

Lufthansa estreia a 1ª rota regular de carga aérea neutra em carbono da história

A carga aérea agora pode ser transportada com saldo zero de emissões de dióxido de carbono: a DB Schenker e a Lufthansa Cargo anunciam que lançaram a primeira rota regular de carga aérea neutra em carbono da história na quinta-feira, 1º de abril.

Com a decolagem de um Boeing 777F, as empresas iniciaram voos semanais entre o Aeroporto Internacional de Frankfurt e o Internacional Pudong de Xangai, onde as necessidades de combustível são totalmente cobertas por Combustível Sustentável de Aviação (SAF – Sustainable Aviation Fuel). Isso vai economizar cerca de 174 toneladas métricas de querosene convencional por semana.

Jochen Thewes, CEO da DB Schenker, comentou que a partir de agora cadeias de abastecimento neutras em carbono também são viáveis ​​no frete aéreo. “Nossos voos semanais entre Frankfurt e Xangai são o início de uma nova era. Estamos orgulhosos de já ter convencido tantos clientes deste produto voltado para o futuro. Em seguida, os negócios e a política têm que assumir o controle para criar mais capacidade para combustíveis regenerativos e aviação limpa.”

Dorothea von Boxberg, CEO da Lufthansa Cargo, disse que o primeiro voo de carga sustentável do mundo com a DB Schenker, testado no final de 2020, havia demonstramos que voar sem emissões fósseis já era possível, e agora vira realidade. “Lançamos em conjunto a primeira conexão de voo de carga sustentável regular do mundo. Isso abre o caminho para muitas outras conexões desse tipo. Contamos com a determinação de nossa indústria e a dedicação dos consumidores para fazermos isso juntos.”

O combustível de aviação sustentável é produzido principalmente a partir de resíduos de biomassa, como óleos vegetais e de cozinha usados. Assim, ao ser queimado no motor, é liberada a mesma quantidade de dióxido de carbono que antes foi retirado da atmosfera durante o crescimento original das plantas.

Além disso, os gases de efeito estufa produzidos durante a fabricação e transporte do combustível são totalmente compensados ​​por projetos de compensação sustentável. Isso garante que os voos sejam totalmente neutros em gases de efeito estufa.

O volume semanal de SAF adquirido pela DB Schenker e Lufthansa Cargo corresponde a 174 toneladas métricas de querosene, que é aproximadamente a quantidade necessária para a conexão e retorno de Xangai.

No entanto, por razões técnicas e legais, atualmente não é possível abastecer uma aeronave apenas com SAF. Portanto, o SAF é misturado ao querosene convencional por meio do sistema de reabastecimento do aeroporto e é consumido proporcionalmente por todas as aeronaves reabastecidas posteriormente.

Atualmente, o SAF é cerca de três vezes mais caro do que o querosene fóssil e a quantidade disponível no mercado é limitada. Com o lançamento da conexão de voo de carga sustentável, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo estão reiterando seu apelo a outras empresas do setor de logística, bem como a políticos, para expandir conjuntamente a produção e a infraestrutura de Combustível de Aviação Sustentável e, assim, impulsionar a descarbonização na logística.

 

 

 

Fonte:  Lufthansa Cargo


149 queries in 5,647 seconds