-->
Home | Jornal Multimodal | IPort Solutions lança ferramenta para gerir operação logística no comércio exterior
Postado em 1 de março de 2021 | 17:06

IPort Solutions lança ferramenta para gerir operação logística no comércio exterior

iCompliance coleta todas as informações operacionais do terminal, envia para a Receita Federa,l, valida e retorna para o cliente. A IPort Solutions apresenta o iCompliance, solução que atende às novas normas da Receita Federal (RF)  quanto ao atendimento das companhia que atuam no comércio exterior. Com a novidade, a empresa disponibiliza aos clientes a possibilidade de dispor suas informações para um novo módulo de controle de forma automatizada, permitindo ganhos reais à produtividade e a agilização dos processos logísticos e de comércio exterior, além de transparência e compliance às normas da RF.

Ao todo, a empresa investiu cerca de R$ 3 milhões para o desenvolvimento do programa, que conta com a participação de 40 profissionais. O sócio-diretor da IPort Solutions, Vander Serra de Abreu, diz que quando se trata do produto criado para atender a nova norma da Receita Federal, a companhia tem a solução certa para manter a eficiência e o fluxo adequado aos terminais e garantir o compliance aduaneiro. Segundo ele, o iCompliance coleta todas as informações operacionais do terminal, envia para a RF, valida e retorna para o cliente.

“Conseguimos fazer confirmações interessantes. Se meu sistema de compliance percebe alguma irregularidade, avisa o terminal que há um descompasso no processo e é preciso ajustá-lo porque algo deu errado e pode ocasionar multas ao terminal. Conseguimos no momento que acontece a operação avisar que há um problema”, garante.

Para adquirir o software o terminal não precisa ser cliente dos demais módulos de automação ofertados pela IPort Solutions, como aqueles ligados à movimentação da carga até a chegada no terminal. O executivo explica que é possível assinar apenas o serviço do iCompliance. A única e exigência é a necessidade de integração com os sistemas já existentes.

Com acesso a toda a documentação, a IPort Solutions acompanha as exigências do órgão regulador e mantém seu sistema adequado para todas as etapas. “Já testamos os 22 eventos e assim que disponibilizarem quaisquer alterações estaremos prontos para os devidos ajustes. Todo mês há atualização e o nosso papel é manter o sistema atualizado e em conformidade, sem nenhum custo adicional e avisando constantemente o cliente, inclusive prestando o suporte necessário junto às autoridades aduaneiras locais”, afirma.

O diretor completa dizendo que pode instalar o produto na estrutura de servidores do terminal ou manter a hospedagem no próprio servidor da IPort. “Normalmente, os nossos clientes utilizam a nossa nuvem como hospedagem, com garantia de backup e de que o sistema ficará no ar 24 horas, sete dias por semana com segurança e redundância dos servidores. Mas, em ambos os casos, a administração dos dados e entrega para a Receita é feita diretamente pelo iCompliance sob nossa responsabilidade”, pontua Abreu.

A norma

Desde o último mês de fevereiro, os terminais e recintos alfandegados de todos os portos do País estarão sujeitos a multas no valor mínimo de R$ 5 mil caso não estejam adequados ao novo sistema eletrônico da Receita Federal. Conforme portaria publicada em consulta pública pelo órgão regulador em abril do ano passado, as instalações deverão estar prontas para abastecer o chamado API Módulo Recintos do Portal Único de Comércio Exterior (Portal Siscomex), com dados referentes à movimentação física de pessoas, veículos e cargas.

Atualmente, essas informações são publicadas isoladamente por cada terminal em atendimento ao Ato Declaratório COANA/COTEC 02 de 2003, gerando riscos no controle aduaneiro. O objetivo é minimizar, por exemplo, a entrada de ilícitos nos complexos marítimos, assim como garantir mais agilidade ao processo de liberação de mercadorias com a troca de informações em tempo real.

 

 

 

Fonte: Tecnologistica


141 queries in 5,242 seconds