-->
Home | Jornal Multimodal | Importação de lácteos recua; câmbio favorece exportação
Postado em 22 de abril de 2019 | 18:45

Importação de lácteos recua; câmbio favorece exportação

Com recuo de 36,5% no volume total importado de lácteos, o déficit da balança comercial em março/19 atingiu 72,8 milhões de litros em equivalente leite, abaixo dos 121 milhões de litros registrados no mês anterior. As compras brasileiras totalizaram quase 81 milhões de litros em equivalente leite, marcando o menor volume desde março/18.

A importação do leite em pó, que representou 65% do volume total, caiu 48% em relação a fev/19, equivalente a 52,9 milhões de litros. Esta reversão no mercado internacional pode ser explicada pela retração da oferta de matéria-prima na Argentina e no Uruguai, que diminuíram 37% e 57%, respectivamente, o volume de leite em pó embarcado quando comparado ao mês anterior.

Consequentemente, os preços subiram 2,7% na mesma comparação, a US$ 2,66/kg. Outro fator relevante para a tomada de decisão foi a alta na taxa de câmbio, chegando a R$ 3,83, reduzindo a atratividade da compra de produtos internacionais.

Entretanto, este cenário é favorável para a exportação: houve aumento de 23,8% no volume total em relação a fev/19, equivalente a 8,1 milhões de litros. Em março, o leite condensado liderou a participação nas vendas ao mercado externo, totalizando 3,5 milhões de litros em equivalente leite. O valor médio de venda foi de US$ 2,41/kg em março, 2% maior em relação a fevereiro.

Já as exportações do queijo, segundo produto no ranking das vendas, totalizaram 2,7 milhões de litros em equivalente leite, sendo que o valor por quilo foi de US$ 9,25, 8,5% acima da média registrada no mês anterior.

Fonte: Portal DBO


147 queries in 2,870 seconds