-->
Home | Jornal Multimodal | Ferrovia Transnordestina Logística (FTL) investe, em 2019, R$ 70 milhões em melhorias no trecho entre São Luis, Teresina e Fortaleza
Postado em 11 de setembro de 2019 | 18:33

Ferrovia Transnordestina Logística (FTL) investe, em 2019, R$ 70 milhões em melhorias no trecho entre São Luis, Teresina e Fortaleza

A Ferrovia Transnordestina Logística (FTL), concessionária de transporte de cargas que atua na região Nordeste, está investindo no ano de 2019 R$ 70 milhões em melhorias no material rodante (locomotivas e vagões), Obras de Arte Especiais (pontes) e na linha férrea que liga os estados do Maranhão, Piauí e Ceará. Nos anos de 2017, 2018 e 2019 (até julho) os investimentos já somam R$ 116,8 milhões e são parte de um projeto de revitalização de 1,2 mil km de linha férrea nos três estados, que resultará em aumento na segurança e na produtividade da ferrovia, além de gerar empregos.

No dia 19 de agosto foi iniciada a obra de aplicação de 36 mil dormentes de concreto de um lote de 86 mil unidades já adquiridas. Esta remodelação ocorre, neste momento, entre São Luis (MA) e Teresina (PI). Os dormentes de concreto vão substituir os usados atualmente, feitos em madeira. Os dormentes são as peças que dão fixação aos trilhos, mantendo a distância entre eles. Os que são feitos em concreto tem peso de 250 quilos e vida útil de 35 anos, enquanto que os dormentes de madeira pesam 80 kg e duram, no máximo, até 10 anos.

O projeto de revitalização está previsto para durar quatro anos. No período de pico das obras, serão gerados 120 novos postos de trabalho. O diretor Comercial e de Operações da FTL, Marcello Barreto Marques, destaca a importância desse projeto: “Essa rota de transporte de combustíveis é estratégica para a empresa e representa uma parcela significativa da produção e do faturamento da ferrovia. É, acima de tudo, uma importante parcela de contribuição da nossa empresa ao estado e à sociedade. Ao realizarmos o transporte de carga via ferroviária, estamos atuando de forma sustentável, com menor geração de poluentes e menor quantidade de caminhões nas estradas. Com este trabalho de melhoria na via, teremos ganhos do ponto de vista da produtividade devido à redução do tempo de deslocamento do trem; sustentabilidade, pois deixaremos de usar dormentes de madeira; e segurança, uma vez que as condições da via vão reduzir ainda mais a ocorrência de acidentes”, destaca o diretor.

Atuação e investimentos

A FTL atua na região transportando produtos a partir do Porto do Itaqui, principalmente derivados de petróleo (gasolina e diesel) que abastecem todo o estado do Piauí. Em 2018, um volume equivalente a 742 milhões de litros de combustíveis foi transportado pela ferrovia nesta rota. Somente nos últimos dezoito meses a atuação da FTL no estado do Maranhão gerou R$ 19,5 milhões em arrecadação de impostos. A empresa gera hoje 1,1 mil empregos diretos e 250 indiretos, dos quais 350 no Maranhão, 210 no Piauí e 790 no Ceará, sede da empresa.

Há várias vantagens do modal ferroviário em comparação ao rodoviário. Apenas um trem da FTL com 70 vagões transporta 2.940 toneladas, o equivalente à carga de 118 carretas. Consome, portanto, menos combustível (diesel), gera menos impacto no meio ambiente e no trânsito e contribui para a conservação e segurança nas estradas.

Fonte: Assessoria de Imprensa FTL


142 queries in 4,118 seconds