-->
Home | Jornal Multimodal | Especialista prevê novos postos de trabalho no Porto
Postado em 14 de janeiro de 2020 | 19:46

Especialista prevê novos postos de trabalho no Porto

As expectativas para a abertura de vagas de trabalho no Porto de Santos são altas neste ano, principalmente para funções nas áreas operacionais, com destaque aos operadores de equipamentos.

Isto porque, no próximo trimestre, estão previstos os leilões dos dois terminais de celulose a serem instalados na antiga área do Grupo Libra, nas proximidades da Ponta da Praia, na Margem Direita do complexo marítimo. Com essas novas instalações, há a expectativa da abertura de oportunidades de emprego.

A análise é do gerente de Recursos Humanos (RH) da Brasil Terminal Portuário, Claudio Luna Scalise, que avaliou o mercado de trabalho do cais santista neste ano, durante sua participação no Fórum Porto & Mar. O programa de debates e entrevistas é transmitido ao vivo às segundas-feiras, a partir das 15 horas, na página do Facebook do Grupo Tribuna (www.facebook.com/grupo.tribuna/) – o público pode acessar os vídeos da atração neste mesmo endereço.

“A tendência (do mercado de trabalho do Porto) é de melhora”, destacou Cláudio Scalise. Ele lembra que o setor portuário local sofreu “uma reviravolta” em 2019, com o encerramento das atividades de terminais dos grupos Libra (nas proximidades da Ponta da Praia) e Rodrimar (no Cais do Saboó). Mas a movimentação de novos empreendimentos trará novas possibilidades de recolocação profissional no complexo marítimo santista.

Haverá oportunidades para os trabalhadores portuários avulsos (TPA) e àqueles que desejam trabalhar diretamente nos terminais (celetistas), destacou o gerente de RH.

Para se destacar em meio a essa concorrência, a especialista e consultora de Recursos Humanos e professora universitária Rita Zaher ressalta que a postura do profissional, sua inteligência emocional e “a aplicabilidade de seu conhecimento” serão os fatores que definirão seu sucesso na empresa.

Segundo a especialista, que também participou do programa Fórum Porto & Mar desta semana, “a gente vive no mundo da impressão que passamos”. Assim, o profissional deve se preocupar também com sua habilidade de atuar em equipe. Para isso, são essenciais “saber ouvir” e ter autoconhecimento. E também vale ser o mais honesto possível quanto às suas qualificações no ambiente de trabalho.

Recolocação

Já para os profissionais que foram demitidos e que buscam uma recolocação no mercado, Rita Zaher considera importante que a pessoa tenha em mente suas capacidades e resgate sua autoestima.

“Você tem que saber que é bom, que é capaz e que saiu por conta da crise”, afirma a especialista. E ela ainda sugere aprimorar os conhecimentos e buscar novas qualificações, inclusive por meio de cursos on-line. “Há várias opções de cursos na internet, muitos gratuitos”, complementa.

Fonte: A Tribuna


149 queries in 2,558 seconds