-->
Home | Jornal Multimodal | Embaixador dos EUA faz lobby no governo por fim da taxação sobre etanol importado
Postado em 30 de julho de 2020 | 17:48

Embaixador dos EUA faz lobby no governo por fim da taxação sobre etanol importado

Comandado pelo embaixador Todd Chapman, os Estados Unidos estão promovendo um pesado lobby dentro do governo para que as tarifas de importação do etanol americano sejam reduzidas a zero.

Atualmente, há isenção para até 750 milhões de litros por ano, mas a partir deste volume a tarifa é de 20%. Criada em 2017, a aumento para 750 milhões de litros e vinha como uma forma de atender pressões vindas do setor sucroenergético do Nordeste. O aumento para 750 milhões de litros aconteceu no ano passado e é válido até 31 de agosto.

De acordo com uma reportagem do Valor Econômico, os ministros Paulo Guedes (Economia), Teresa Cristina (Agricultura), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Bento Albuquerque (Minas e Energia) tiveram uma reunião para tratar do assunto.

O consenso foi pelo fim da cota, porém, a tarifa não deve ser zerada. A pressão dos EUA é por um valor igual ou menor que 2,5%. Ao mesmo tempo, as usinas do Nordeste defendem os atuais 20%.

“É o presidente Bolsonaro quem vai decidir”, afirmou uma fonte consultada.

Entre os argumentos usados por Chapman está a importância, para o governo Bolsonaro, da manutenção de Donald Trump na presidência dos EUA.

Mas o que a eleição americana tem a ver com isso? Iowa é o maior produtor de etanol dos EUA (4% do PIB do estado é resultado do etanol) e o estado pode ser peça fundamental na reeleição de Trump. Daí a importância, segundo Chapman, de o governo Bolsonaro fazer um carinho nos EUA.

Chapman, que tem tido conversas nos ministérios da Economia, das Relações Exteriores e com Eduardo Bolsonaro, quer que a isenção de tarifas seja aprovada até agosto.

 

Fonte: Valor


141 queries in 3,042 seconds