-->
Home | Jornal Multimodal | Dutra é tema de reunião com setor industrial fluminense
Postado em 22 de janeiro de 2020 | 19:37

Dutra é tema de reunião com setor industrial fluminense

A Empresa de Planejamento e Logística – EPL participou nesta quarta-feira (22) de reunião com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Durante o encontro, representantes da estatal e do Governo Federal receberam as sugestões e demandas do setor produtivo fluminense para o projeto de concessão da Rodovia Presidente Dutra.

“Estamos aqui para ouvir. Buscamos entender as necessidades do setor para garantir que o projeto atenda os produtores que muito utilizam a rodovia e ajudam a construir a economia da região. O foco do nosso trabalho é garantir a satisfação do cidadão”, explicou o diretor-presidente da EPL, Arthur Lima.

Responsável pelos estudos para a nova concessão, a EPL também esclareceu como serão feitas as melhorias da Dutra e na BR-101/RJ/SP, incluída no projeto. Com foco na segurança do usuário, serão implementados sistemas de monitoramento inteligente de tráfego que podem detectar acidentes e intercorrências de maneira automática.

A nova operadora da concessão deverá também implementar um sistema de controle de velocidade, um aplicativo de celular para emergências e iluminação de LED em toda a pista, trazendo mais conforto para o condutor.

Serra das Araras – Uma das obras consideradas prioritárias pelo projeto é a construção de uma nova pista no trecho entre os quilômetros 218 e 226 da Dutra no Rio de Janeiro, conhecido como Subida da Serra das Araras. Atualmente este é um dos trechos com maior índice de acidentes da rodovia.

Além dessa nova pista, as duas rodovias ganharão 40 quilômetros de vias marginais, 110 passarelas de pedestres, 632 paradas de ônibus e a duplicação de 235 quilômetros. A expectativa é que o usuário usufrua de tarifas 8% menores em algumas praças de pedágio da rodovia.

O projeto de concessão da Rodovia Presidente Dutra encontra-se em etapa de debates. Na próxima semana ocorrerão três audiências públicas e também está aberta, até dia 3 de fevereiro, consulta no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Qualquer pessoa pode apresentar crítica ou sugestão ao projeto.

Fonte: EPL


141 queries in 4,196 seconds