-->
Home | Jornal Multimodal | Dragagem do canal da feitoria é iniciada
Postado em 31 de maio de 2020 | 18:08

Dragagem do canal da feitoria é iniciada

Após um período de intenso trabalho das equipes da Portos RS, PGE, Secretaria de Logística e Transportes, Secretaria de Governança e Gestão Estratégica, Secretaria de Meio Ambiente e infraestrutura, FEPAM, e Defesa Civil, foi emitido a Autorização de Início de Serviço para a dragagem do Canal da Feitoria.

O Superintendente da Portos RS, Fernando Estima, diz que trabalho faz parte do esforço conjunto do governo que tem como meta gabaritar o trecho de canais, que compreendem 310 quilômetros de extensão. ? Comemoramos hoje o início do trabalho fruto do empenho técnico dos setores ambientais, engenheiros, administrativo/financeiro e jurídico, trabalharam paralelamente nos campos e gerenciaram o projeto?, enfatiza o superintendente.

A estiagem que o Rio Grande do Sul vem enfrentando nos últimos meses e a ocorrência de mais de dois encalhes só no mês de abril, e o esforço para o desencalhe, prejudicou mais ainda o canal, já raso pelo efeito da seca. A dragagem do Canal da Feitoria é primordial, pois é considerado um dos mais importantes trechos da hidrovia que liga o Porto de Porto Alegre até o Porto do Rio.
Com uma hidrovia de 330 km de extensão, além da hidrovia ligar o Porto de Porto Alegre até o Porto do Rio Grande, também faz a ligação dos terminais privados localizados na bacia do Sudeste. Terminais esses, que movimentam aproximadamente, 8 milhões de toneladas ao ano distribuídos em produtos como fertilizantes, cevada, trigo, bobinas de aço, sal, soja, clínquer, contêineres, combustíveis e seus derivados.

Estima, observa ainda, que existe um esforço muito grande do atual governo, a fim de deixar em plenas condições de navegabilidade esta que é a principal hidrovia do Estado. Com isso, serão investidos R$ 16,4 milhões do orçamento.
A responsável pela execução da obra é a empresa Jan De Nul do Brasil Dragagem, que utilizará a draga Afonso de Albuquerque, cujo a previsão de chegada ao Estado é de 7 dias a contar da data de hoje.

A dragagem de manutenção será realizada em todo o canal, com todos os cuidados ao meio ambiente, dando melhor e maior segurança a navegação de embarcações que acessam ao Porto de Porto de Porto Alegre e aos terminais privados localizados na Bacia do Sudeste.
Ainda, conforme o superintendente, isso significa que no período das cheias, os navios podem chegar ao porto da Capital com até 14 mil toneladas de carga e de acordo com a estrutura da embarcação, com até 15 mil. Isso é um ganho expressivo da navegação no Estado.
Com a dragagem, a hidrovia garantirá acesso seguro de embarcações aos portos de Porto Alegre, Pelotas e do Rio Grande.

 

Fonte: Porto do Rio Grande


137 queries in 2,621 seconds