-->
Home | Jornal Multimodal | Canadá é oportunidade para negócios do setor de alimentos e serviços de TI
Postado em 26 de março de 2019 | 17:52

Canadá é oportunidade para negócios do setor de alimentos e serviços de TI

As pequenas e médias empresas brasileiras que desejam vender para o mercado consumidor do Canadá tem fortes oportunidades nos setores de alimentos e bebidas, bem como na oferta de serviços na área de tecnologia.

O setor nacional de games e de softwares de gestão empresarial, por exemplo, têm bastante potencial de inserção neste mercado, destacou a diretora-executiva da São Paulo Negócios (SP Negócios), Silvana Scheffel, durante um evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC), na última sexta-feira (22).

“Existe um grupo de empresas no município de São Paulo que desenvolve games para o setor educativo, área que é extremamente forte no Canadá. Nós também temos muitas empresas [paulistanas] que desenvolvem softwares de gestão, que também têm muita possibilidade de crescer naquele país”, diz.A diretora da SP Negócios explica que já existem casos de exportação dos dois serviços do Brasil para o Canadá, porém destaca que ainda há muito espaço para crescer.A SP Negócios tem atendido e capacitado muitas empresas de higiene pessoal e cosméticos, cujos produtos são de consumo elevado dos canadenses. Uma outra frente do município é a exportação de partes e peças de equipamentos industriais para o Canadá, pauta que já tem consolidação naquele mercado.

O diretor de Relações Institucionais da CCBC, Paulo de Castro Reis, conta que, apesar da maior parte da pauta exportadora brasileira para o Canadá ser formada de commodities minerais e agrícolas, há um movimento de diversificação de produtos que tem partido, principalmente, das pequenas empresas nacionais.Capacitar e orientar os pequenos têm sido um dos focos do trabalho da CCBC atualmente.

Dentre as oportunidades que já vêm sendo exploradas pelos brasileiros, Castro Reis cita os setores de frutas (figo, mamão, manga, fruta do conde, abacate), cafés especiais e cachaça. “Alimentos e bebidas é um dos setores com maior potencial de exportação para o Canadá”, reforça.

Castro Reis orienta ainda que os canadenses dão preferência para produtos com um design especial; embalagens que aumentem a vida útil do produto, além de valorizarem as empresas que possuem responsabilidade social e com o meio ambiente.

A cônsul e chefe do Setor Comercial do Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Elise Racicot, diz, por sua vez, que, além de exportar para o Brasil, o Canadá tem interesse em ajudar as nossas empresas a encontrar soluções inovadoras para seus processos e produtos. No final de 2018, por exemplo, ocorreu uma missão do Brasil para o Canadá, com foco em drones (veículos aéreos não tripulados), tecnologia que interessa muitas empresas brasileiras da área florestal e do agronegócio.

Acordo de comércio

A analista de Políticas e Indústria na Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carolina Matos, comenta que o acordo de comércio entre o Mercosul e o Canadá tem avançado rápido e que a sua expectativa é de que as negociações sejam finalizadas ainda em 2019.Bonny Berger, Conselheira Comercial e Econômica da Embaixada do Canadá, conta que a diversificação de parceiros comerciais é de fundamental importância para o país, especialmente neste momento de maior protecionismo dos EUA.

Ela reforça que é importante para o Canadá que o acordo contemple compromisso com igualdade de gênero, proteção aos povos indígenas e ao meio ambiente.A consultora de comércio internacional, Sidera Consult, Luana Almeida, diz, por sua vez, que esse pode ser um dos pontos mais sensíveis das negociações do acordo, bem como as questões que envolvem propriedade intelectual.

Fonte: DCI

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


150 queries in 2,824 seconds