-->
Home | Jornal Multimodal | Brasil investiga China por exportação de laminados de alumínio por valor abaixo do preço de mercado
Postado em 11 de agosto de 2020 | 17:12

Brasil investiga China por exportação de laminados de alumínio por valor abaixo do preço de mercado

O Brasil está investigando a China para verificar se os laminados de alumínio estão sendo vendidos para o País por preço menor do que o cobrado no mercado interno chinês, prática denominada dumping, com o intuito de prejudicar a indústria brasileira.

A investigação teve início após denúncia da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). Se ficar comprovado que houve mesmo a prática de dumping, os produtos chineses poderão ser sobretaxados para entrar no Brasil. O processo pode durar de 10 meses a 18 meses, mas pode ser adotada medida preventiva antes da finalização.

A competição no mercado de alumínio ficou ainda mais acirrada nos últimos anos, depois de os Estados Unidos barrarem o produto chinês e adotarem, em 2018, uma sobretaxa na importação do produto de vários países, inclusive do Brasil, que tem que pagar 10% a mais para entrar no país. Na última quinta-feira (06/08), os norte-americanos reacenderam a guerra nesse mercado ao anunciar que voltarão a sobretaxar em 10% as importações de alumínio do Canadá, país que estava de fora da cobrança.

A China é o maior exportador mundial, responsável por mais da metade da produção do mundo de alumínio.

 

 

 

Fonte: Estadão


147 queries in 7,036 seconds