-->
Home | Jornal Multimodal | Bamin começa as obras de acesso do terminal privado Porto Sul em Ilhéus
Postado em 4 de agosto de 2020 | 17:19

Bamin começa as obras de acesso do terminal privado Porto Sul em Ilhéus

Para adiantar as obras de seu projeto do terminal portuário tipo TUP (uso privado), em Ilhéus, a Bamin acaba de iniciar as obras de infraestrutura de acesso ao local – 14 km ao norte da cidade baiana. Com isso, abre caminho para a implantação do porto, propriamente dito, por onde fará a exportação de seu minério de ferro no futuro, quando a ferrovia da Fiol estiver finalmente pronta.

O Porto Sul, como é chamado, é um projeto todo comandado pela mineradora, com apoio do governo da Bahia. O terminal, além de minério de ferro (próprio e de terceiros), prevê embarcar outras cargas, como soja, milho, etanol e carvão vegetal.

Desde 2013, a Bamin é a concessionária do terminal. Segundo a empresa, ela já dispõe da licença de implantação do porto, bem como de supressão da vegetação na área definida para o empreendimento, na localidade de Aritaguá. “Esse porto é estratégico para nosso projeto e para o Estado da Bahia”, diz Alexandre Aigner, diretor financeiro e de relações institucionais da mineradora.

Serão investidos nessa fase de obras R$ 188 milhões, informa o executivo. A ordem de serviço para as atividades foram dadas a uma construtora de Minas Gerais em meados de julho e o tempo de duração está previsto de agora até março de 2022. Serão construídas vias de acesso, sinalização, pontes, instalações de rede elétrica e de água, entre outras.

A instalação do porto, especificamente, terá um investimento de US$ 800 milhões. E essa obra de peso – que tem previsão de durar quase dois anos – só será iniciada quando a retomada da construção da Fiol, sob nova gestão, após ser licitada, já estiver acontecendo, informa o diretor da Bamin. “Nossa obra será alinhada à conclusão da ferrovia, que poderá durar cerca de 30 meses”, afirmou Aigner.

A licitação da Fiol aguarda o sinal verde do Tribunal de Contas da União (TCU), que vai liberar a publicação do edital. O processo entrou no órgão faz oito meses.

Segundo a Bamin, nessa primeira fase de obras do Porto Sul, no auge, serão gerados 400 empregos diretos, podendo ter ainda 1,2 mil indiretos. São estimados mais de R$ 24 milhões em recolhimento de tributos.

 

 

Fonte: Globo


137 queries in 3,198 seconds