-->
Home | Jornal Multimodal | Azul Cargo Express lança serviço de lockers
Postado em 8 de setembro de 2020 | 19:58

Azul Cargo Express lança serviço de lockers

Novidade faz parte das ações da companhia, que completa 11 anos. A Azul Cargo Express comemora 11 anos de operação e prepara novidades para facilitar as atividades logísticas e a retirada dos produtos movimentados. Para oferecer mais conveniência a companhia lança neste mês um novo conceito para a entrega de cargas: o Azul Cargo Express Locker, um sistema de armários que podem acomodar pacotes de diferentes tamanhos. Com ele, o consumidor poderá optar por retirar o produto em um dos lockers à disposição, sem nenhum custo adicional.

O serviço tem utilização simples. O cliente fará a compra online e selecionará o Azul Cargo Express Locker mais próximo. Com isso, a loja entregará o produto em um desses dispositivos e o consumidor receberá uma senha para abrir o armário e retirar o seu produto em até 48 horas. A versão piloto está instalada em um hipermercado de São Paulo, mas com previsão de crescer ainda mais ainda este ano.

A novidade compõe o portfólio de serviços da companhia, que precisou ser adequado durante a pandemia do coronavírus. Nestes meses que impuseram algumas dificuldades às operações aéreas, principalmente logísticas, a Azul destaca que conseguiu se destacar e se reinventar, utilizando os assentos e compartimentos superiores de aviões de passageiros para transportar cargas, por exemplo.

As ações refletiram positivamente. Isso porque, apesar da redução da malha no período, a Azul Cargo manteve sua receita estável, registrando queda de 0,8% no segundo trimestre de 2020 em comparação ao mesmo período do ano passado. A empresa salienta que o índice foi obtido mesmo com a redução de 83% na capacidade ano contra ano. A companhia espera, ainda, um aumento recorde no faturamento e volume de cargas no terceiro trimestre de 2020, principalmente com o crescimento do transporte para o e-commerce nesse período.

A diretora da Azul Cargo Express, Izabel Reis, afirma que o foco sempre está na qualidade e em promover soluções logísticas que sejam viáveis para cada tipo de cliente, para atender todo tipo de demanda. “Esse cenário nos mostrou o quanto somos adaptáveis e que podemos chegar a qualquer lugar. Ainda temos muito para crescer e estamos confiantes com o que vem por aí”, afirma.

Adaptação

Para manter o transporte de cargas e com menos trânsito de passageiros, a Azul Cargo conseguiu autorização junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para adaptar alguns aviões de passageiros e passou a utilizar toda a cabine das aeronaves Airbus A320 e A330 para o transporte de cargas, e não apenas os porões da aeronave. Com isso, a empresa expandiu sua capacidade em 30%.

No primeiro voo, que saiu de Campinas (SP) com destino a Belém, um A320Neo transportou 7 toneladas de cargas. Além dos porões, os assentos, os bins (compartimentos de bagagem superiores) e o espaço embaixo das poltronas dos aviões foram usados para acomodar as cargas. Entre os carregamentos, itens importantes foram levados de um ponto a outro do país, como medicamentos e equipamentos hospitalares.

A Azul Cargo também realizou operações até então inéditas para a história da companhia e, pela primeira vez, pousou uma aeronave na Ásia. Ao todo, foram realizados cinco voos para a China que trouxeram ao Brasil e para alguns outros países da América Latina 20 t de respiradores, 4,8 milhões de testes rápidos e 15 t de equipamentos de testagem para ajudar no combate à Covid-19.

A empresa também adicionou novos aviões à sua frota, voando o primeiro Embraer E-Jet cargueiro do mundo, com capacidade para transportar 6,6 t. Além disso, a companhia contará, a partir do lançamento da nova marca Azul Conecta, com uma aeronave Cessna Gran Caravan retrofitada para operações cargueiras, com capacidade de até 850 kg, fortalecendo as operações com a Azul Cargo Conecta e ampliando ainda mais a capilaridade da malha.

 

 

Fonte: Tecnologística


136 queries in 5,866 seconds