-->
Home | Jornal Multimodal | Air Burkina planeja aumentar frota e deve incluir aviões da Embraer
Postado em 28 de janeiro de 2021 | 19:11

Air Burkina planeja aumentar frota e deve incluir aviões da Embraer

A Airbus e o governo de Burkina Faso iniciaram negociações para a ampliação da frota da empresa aérea nacional mediante a encomenda de três A220-300, que seriam entregues até meados de 2022. A reformulação da empresa também deve envolver aeronaves da Embraer de segunda mão, reportou a agência de notícias Ecofin.

Uma publicação do governo local no Facebook confirmou que uma delegação da Airbus, liderada pelo Vice-Presidente Comercial para a África, Hadi Akoum, se reuniu com o Ministro dos Transportes, Vincent Dabilgou, em Ouagadougou, em 21 de janeiro de 2021. “As conversas incluíram a aquisição de aeronaves Airbus A220”, de acordo a publicação na mídia social.

Hoje, segundo o site da companhia aérea, sua frota está composta por dois jatos Embraer E170, com capacidade para 68 passageiros.

O plano de aquisição de aeronaves faz parte de um plano de negócios para a privatização parcial da Air Burkina. Em 1º de janeiro de 2021, a American Global Development Group (AGD) adquiriu uma participação de 80% na companhia aérea em troca de uma injeção de US$ 449,9 milhões para o programa de renovação da frota, enquanto o governo retém 20%.

Segundo o Le Journal de L’Aviation, as notícias iniciais preveem que a reestruturação envolve a expansão para 13 aeronaves, incluindo seis jatos da Airbus, três Grand Caravans, três Embraer ERJ-145, bem como um ACJ 319-100.

Planos de rotas incluem serviços diretos para a Europa. Com um alcance máximo de 6.297 km, o A220-300 chega facilmente à Europa a partir de Burkina Faso.

 

 

 

Fonte: Aeroin


143 queries in 12,527 seconds