-->
Home | Highlights | Siemens Energy fornecerá oito módulos para FPSO na América do Sul
Postado em 23 de março de 2021 | 17:07

Siemens Energy fornecerá oito módulos para FPSO na América do Sul

A Siemens Energy venceu um contrato EPC da MISC Berhad para oito módulos de superfície completos que fornecerão geração, transmissão e distribuição de energia sustentável, eficiente e ecologicamente correta, bem como o processamento e compressão de gás a bordo de um FPSO que vai operar offshore na América do Sul a partir de 2024.

A MISC Berhad está construindo o FPSO para expandir sua frota de 14 unidades de produção flutuantes. O FPSO deverá ter uma capacidade de processamento de 180 mil barris de petróleo e 12 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

Os módulos de superfície serão projetados e fabricados na Ásia, com as principais atividades de engenharia e execução feitas em Singapura. A montagem de todos os conjuntos de equipamentos rotativos será feita na fábrica da Siemens Energy em Santa Bárbara d’Oeste, no Brasil. A instalação também será totalmente equipada para fornecer suporte e serviço aos módulos do FPSO assim que este for implantado.

O escopo de fornecimento da Siemens Energy inclui o trabalho de EPC para os oito módulos e vários componentes importantes: dois compressores centrífugos elétricos de baixa pressão; dois compressores elétricos para CO2; três compressores de injeção principais acionados por turbinas a gás SGT-A35-GT62X da Siemens Energy; quatro turbinas a gás SGT-A35-GT30 da Siemens Energy para geração de energia; uma sala elétrica; além de toda a parte elétrica, incluindo um sistema de controle e gerenciamento elétrico (ECMS).

O ECMS está sendo projetado para fornecer monitoramento e supervisão para a rede de geração e distribuição de energia e para o gerenciamento de cargas da instalação do FPSO, incluindo os módulos de superfície e marítimos. A MISC Berhad e a operadora do FPSO podem usar o ECMS para monitorar a energia elétrica do FPSO, gerar relatórios e planejar a sustentabilidade futura.

 

 

 

Fonte: Portos e Navios


166 queries in 4,883 seconds