-->
Home | Highlights | Preço do diesel comum cai 0,33% e do S-10 reduz 0,65% em janeiro, aponta IPTL
Postado em 5 de fevereiro de 2024 | 18:01

Preço do diesel comum cai 0,33% e do S-10 reduz 0,65% em janeiro, aponta IPTL

No comparativo com o final de dezembro, os recuos chegam a 1% para ambos os combustíveis de acordo com a análise do Índice de Preços Edenred Ticket Log.

De acordo com a análise do Índice de Preços Edenred Ticket Log (IPTL), levantamento que consolida o comportamento de preços das transações nos postos de combustível, o preço médio do litro do diesel segue em baixa no país no início de ano. O tipo comum fechou janeiro a R$ 5,97, com redução de 0,33%, comparado a primeira quinzena do mês. Já o S-10 foi comercializado a R$ 6,10, após ficar 0,65% mais barato.

“Quando comparamos com dezembro, as reduções do diesel comum e S-10 chegam a 1,16% e 1,45%. Esse comportamento de preço tende a mudar a partir do dia 1º de fevereiro, devido ao início da vigência das novas alíquotas do ICMS, que deve refletir em aumento no preço repassado aos motoristas”, observou Douglas Pina, diretor-geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

Segundo a análise, quase todas as regiões apresentaram recuo no valor do litro dos dois tipos de diesel, e apenas o Sul registrou estabilidade para o tipo comum, em relação à primeira quinzena, vendido a R$ 5,83. O tipo S-10 comercializado na região fechou a R$ 5,87. Ambas as médias foram as mais baixas de todo o país. Já as médias mais altas foram identificadas nos postos da Região Norte, onde o comum fechou janeiro a R$ 6,59 e o S-10 a R$ 6,51.

Entre os estados, Santa Catarina teve a redução nacional mais expressiva para o diesel comum, de 3,95%, ante os primeiros 15 dias de janeiro, e fechou a R$ 5,83. Ainda assim, o preço mais baixo para o litro foi o das bombas do Tocantins, a R$ 5,61. O Alagoas liderou o ranking do maior aumento para o diesel comum, de 1,83%, com o litro a R$ 6,13. Porém, a média mais alta foi registrada no Amapá, a R$ 7,36.

Já o diesel S-10 com a maior redução, de -1,15%, foi encontrado nas bombas de abastecimento do Tocantins, onde o preço do litro fechou a R$ 6,03. Entretanto, a média mais baixa foi registrada no Rio Grande do Sul, a R$ 5,86. Entre os estados, apenas o Amapá apresentou aumento no preço do diesel S-10, de 0,14%, que fechou o mês a R$ 7,39. Essa também foi a média nacional mais alta para o combustível.

 

 

 

 

Fonte: Mundo Logística


114 queries in 4,680 seconds