-->
Home | Highlights | Portuários avulsos poderão ser escalados pelo celular no Porto de Santos
Postado em 24 de junho de 2019 | 17:43

Portuários avulsos poderão ser escalados pelo celular no Porto de Santos

A partir do próximo mês, os 6 mil trabalhadores portuários avulsos (TPAs) registrados no Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) do Porto de Santos poderão concorrer a um trabalho no cais por meio do celular, do tablet ou do computador. O sistema, batizado de Escala Digital, foi apresentado a sindicalistas. Os profissionais já encontram dados sobre a novidade no posto de escalação.

O diretor executivo do Ogmo/Santos, Evandro Schmidt Pause, garante a continuidade da escalação presencial para quem preferir, apesar dos benefícios da tecnologia. “Vamos ampliar as alternativas”, afirmou.

A novidade pode ser acessada pelo aplicativo Ogmo/Santos Digital ou pelo site da entidade. De acordo com Schmidt, o login e a senha serão os mesmos usados para entrar no portal do Ogmo/Santos. “[Com a Escala Digital] o profissional não precisará se deslocar até o posto de escalação para pleitear uma oferta de trabalho. Ele poderá fazer isso de onde estiver. As condições de concorrência às vagas serão iguais às da escala presencial, pois o sistema será sincronizado e garantirá as mesmas oportunidades”.

O diretor explica que a medida vem sendo debatida há anos. Segundo ele, em todas as conversas com líderes sindicais e trabalhadores, o retorno foi positivo. Exemplos do sucesso da escalação remota em outros portos também foram levados em conta. “Em Paranaguá [PR], por exemplo, em dois anos o sistema teve uma taxa de adesão de 85%”, destacou.

Treinamento e implantação

Schmidt conta que serão realizados treinamentos na próxima semana, entre segunda e sexta-feira. “Faremos inclusive simulações das escalações para os trabalhadores se adaptarem”.

A Escala Digital começará em 1º de julho. A cada semana, o programa será implantado em um sindicato. Como são oito entidades, a expectativa é que o processo termine em dois meses. “O sistema preserva a metodologia da escalação já existente. Portanto, o trabalhador que se escala pelo sistema por chamada, continuará assim, seja no posto presencial ou de forma remota”, explicou evandro Schmidt Pause.

Fonte: A Tribuna


159 queries in 3,775 seconds