-->
Home | Highlights | Operação otimizada de granéis sólidos é concluída no Porto do Pecém
Postado em 10 de novembro de 2019 | 19:32

Operação otimizada de granéis sólidos é concluída no Porto do Pecém

Foi finalizada, com sucesso, uma operação complexa de descarregamento de carvão mineral e carregamento de manganês utilizando-se um único navio. A operação teve início no dia 21 de outubro quando o navio Ressurgence, procedente do porto australiano de Hay Point, atracou no píer 1 do Porto do Pecém para descarregar 75 mil toneladas de carvão mineral pelas esteiras transportadoras do terminal portuário cearense até a Companhia Siderúrgica do Pecém – CSP.

Após o descarregamento do carvão, no dia 30 de outubro, foi realizada o “shift”, quando foi realizada a transferência da embarcação do píer 1 para o Terminal de Múltiplas Utilidades – TMUT, onde o navio Ressurgence passou a ter seus porões carregados com 77 mil toneladas de manganês.

“Essa operação tem um ganho significativo para as empresas envolvidas pois reduz-se o tempo de espera e os custos de manobras dos navios para os armadores, além do custo no afretamento para os embarcadores. Uma vez que a embarcação já está posicionada no porto. Assim todos ganham em produtividade”, diz José Alcântara Neto – Coordenador de Operações do Porto do Pecém.

“A condição ideal de um navio de transporte de carga é atracar e desatracar com toda a sua capacidade ocupada. Mas esse cenário não é o que acontece normalmente, ou seja, geralmente o navio descarrega em um porto e segue para outra instalação portuária para realizar um novo carregamento. O Porto do Pecém se coloca como um atrativo pela disponibilidade na oferta de navios para a exportação de diversas cargas e pelo fluxo contínuo de importação de granéis sólidos. Maximizamos as forças e hoje temos a integração do navio na ida e na volta, com isso gera-se uma logística integrada”, completa Carlos Alberto Alves – Gerente Comercial da Tecer Terminais.

O equipamento utilizado na operação é chamado de “baia graneleira” (Bulkbraz). Possui alta eficiência operacional, pois proporciona carregamentos rápidos de navios graneleiros. O carregamento do minério foi concluído hoje, dia 07 de novembro, e o manganês cearense, extraído pela Zeus Mineração Ltda, seguiu no início da tarde para os portos chineses de Qinzhou e Tianjin.

“Foi uma operação segura e limpa, nos dando a certeza que podemos trabalhar com embarcações dos mais variados tamanhos. Isso nos traz uma dinâmica comercial muito forte. E devido ao sucesso da operação a nossa perspectiva é de que a partir do segundo semestre de 2020 a quantidade de exportações sejam bem maiores, isso devido à capacidade operacional do Porto do Pecém”, diz Luis Gustavo Moretti – Diretor da Zeus Mineração Ltda.

Há exatamente um mês foi finalizado o primeiro embarque de manganês do terminal cearense, quando foram carregadas 55 mil toneladas de manganês para portos na Indonésia e na China. A operação é considerada um marco no histórico das operações do Porto do Pecém. Mais um embarque de manganês está previsto para ser realizado ainda em 2019.

Fonte: Porto de Pecém


154 queries in 2,574 seconds