-->
Home | Highlights | Ministro faz balanço sobre o processo de viabilização do Leilão dos Excedentes da Cessão Onerosa
Postado em 5 de novembro de 2019 | 18:58

Ministro faz balanço sobre o processo de viabilização do Leilão dos Excedentes da Cessão Onerosa

Em encontro com jornalistas hoje, 5, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, fez um balanço sobre o processo que viabilizou o Leilão dos Excedentes da Cessão Onerosa, marcado para amanhã, 6, no Rio de Janeiro. O Leilão é considerado o maior de petróleo e gás da história e pode colocar o Brasil entre os cinco maiores produtores de petróleo do mundo até 2030.

De acordo com o Ministro, o processo foi construído com foco no melhor resultado para a União, observando o custo de oportunidade (cerca de US$ 20 bilhões para cada ano de atraso) e a redução das incertezas percebidas junto ao mercado. Durante o processo, foram realizadas mais de 150 reuniões, 30 servidores foram envolvidos no tema, foram elaboradas nove atas e mais de 400 alternativas foram modeladas.

Do Leilão vão participar 14 investidores interessados, já aprovados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e podem proporcionar um bônus de assinatura de R$106,5 bilhões.

A previsão de investimentos é de R$ 1,1 trilhão em 35 anos com a exploração das quatro áreas (Atapu, Sépia, Búzios e Itapu) e outros R$ 1 trilhão em arrecadação de royalties e impostos nas três esferas de governo (União, estados e municípios).

Fonte: Ministério de Minas e Energia


156 queries in 2,761 seconds