-->
Home | Highlights | Importação brasileira de azeite de oliva cresceu 11,5% em 2017
Postado em 12 de setembro de 2017 | 18:02

Importação brasileira de azeite de oliva cresceu 11,5% em 2017

A Associação Brasileira de Produtores, Importadores e Comerciantes de Azeite de Oliveira (Oliva) comemorou na terça-feira (12/09) a alta nas importações de azeite pelo Brasil que, nos dois primeiros quadrimestres de 2017, aumentou 11,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (Aliceweb).

De janeiro a agosto, o país importou 35,6 mil toneladas do produto, totalizando um gasto de US$ 187 milhões , que é 17,5% superior ao mesmo período do último ano (US$ 159,1 mi). De acordo com Rita Bassi, presidente da Oliva, este aumento reflete a importância que o azeite vem ganhando para os consumidores.

“Cada vez mais os brasileiros estão incorporando o azeite em sua dieta, pois já constataram que ele tem mais benefícios para a saúde que os outros óleos, como controle de colesterol e até prevenção contra o câncer, além de ser uma importante fonte de nutrientes”, afirma. Azeite português Portugal continua sendo o país que mais exporta azeite para o Brasil, sendo responsável por 59% do total.

Na sequência, aparecem Espanha (17%), Argentina (9%), Itália (7%) e Chile (6%). Em relação ao tipo de azeite, a esmagadora maioria das importações corresponde ao tipo extra virgem (mais de 80%). De acordo com Rita Bassi, ainda há uma perspectiva de aumento no fim do ano com a chegada do Natal, um dos períodos do ano em que há mais consumo de azeite pelos brasileiros.

“O azeite ainda é uma categoria de importação sazonal, ou seja, durante o ano há dois picos de venda: a Páscoa e o Natal. Acredito que até o final de ano teremos muitos azeites entrando no país”, diz.

Fonte: SF Agro

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


146 queries in 6,614 seconds