-->
Home | Highlights | Dólar recua com expectativa de retomada econômica
Postado em 19 de maio de 2020 | 17:11

Dólar recua com expectativa de retomada econômica

Mercado teme impactos do megaferiado da cidade de São Paulo no mercado financeiro.

O dólar recua frente ao real, nesta terça-feira, 19, refletindo o movimento de depreciação da moeda americana em países emergentes. No radar dos investidores, segue a possibilidade de a vacina desenvolvida pela Moderna ser eficaz contra o coronavírus covid-19 e os processos de reabertura das principais economias do mundo. Às 13h, o dólar comercial caía 0,2% e era vendido por 5,7109 reais, enquanto o dólar turismo recuava 1,3%, cotado a 5,95 reais.

A queda do dólar no mundo acontece em linha com o otimismo no mercado de commodities, que tem mais um dia de fortes altas.

“O dólar está seguindo a valorização das commodities, que estão subindo nesse sentido de as pessoas vão gastar mais, voltar a usar mais gasolina”, disse Jefferson Ruik, diretor de câmbio da Correparti.

No exterior, o dólar perde força contra as principais divisas emergentes, como o peso mexicano, a lira turca e o rublo russo.

Apesar do tom positivo no mercado de câmbio global, a moeda americana chegou a virar para alta contra o real nesta manhã, com as dúvidas sobre se o megaferiado de 6 dias decretado pela cidade de São Paulo irá interromper as atividades de instituições financeiras, como a bolsa de valores. O decreto, que antecipa os feriados que ainda restam no ano, visa diminuir o fluxo de pessoas e reduzir a proliferação do coronavírus covid-19.

“O mercado se prepara para o feriado. Mas dessa vez não deu tempo. Na dúvida, o investidor fica comprado em dólar”, disse Vanei Nagem, analista de câmbio da Terra Investimentos. Segundo ele, as incertezas sobre o megaferiado levaram à antecipação de algumas operações que seriam feitas no decorrer da semana. “O dólar não para [com o feriado municipal], mas São Paulo é o pulmão do país. A maior parte da movimentação vem de lá.”

No cenário interno, as atenções estão voltadas para a possibilidade de o vídeo da reunião ministerial se tornar público ainda hoje. “Se o vídeo deixar claro que o presidente Jair Bolsonaro quis trocar o comando da Polícia Federal para defender os filhos, vai estressar o real”, disse Ruik.

 

Fonte: Exame


161 queries in 3,136 seconds