-->
Home | Highlights | CRE vai buscar aproximação comercial entre Brasil e Peru
Postado em 17 de abril de 2019 | 18:54

CRE vai buscar aproximação comercial entre Brasil e Peru

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quarta-feira (17) a criação de uma comissão externa para, no prazo máximo de 90 dias, realizar uma visita oficial ao Peru. A comissão, que será formada por três senadores, irá se encontrar com o presidente do Peru, Martín Vizcarra, cumprirá agendas de trabalho no Parlamento daquele país e com entidades representativas dos setores produtivos.

A iniciativa partiu do senador Marcio Bittar (MDB-AC), que encontrou-se recentemente com o embaixador peruano no Brasil, Javier Verdeguer. Bittar ressaltou que os Ministérios das Relações Exteriores dos dois países vêm se empenhando para fechar acordos de liberalização do comércio e cooperação fronteiriça. O senador defende que um acordo com a nação andina será essencial para o desenvolvimento de toda a região Norte brasileira, especialmente de seu estado, o Acre.

— A integração terá um impacto forte na exportação de produtos brasileiros de forma mais efetiva e barata. Um acordo com o Peru fará com que nossos produtos cheguem mais rapidamente aos grandes mercados da Ásia, como a China, que é a nossa maior parceira comercial. Além disso, o próprio Peru tem apresentado um dinamismo econômico consistente nos últimos anos — disse.

Bittar destacou o fato de a China estar atuando junto a autoridades brasileiras e peruanas para viabilizar a construção da Ferrovia Bioceânica, atravessando os dois países sul-americanos. Esse é um fator, disse o senador, que pode ter um impacto profundo na economia acreana e de outros estados das regiões Norte e Centro-Oeste, aumentando significativamente a pauta exportadora. Devido a razões de custo e escala, é inviável aos produtores acreanos, por exemplo, exportar para o Sul do Brasil, detalhou Bittar.

Outras propostas
Também na reunião desta quarta-feira, a CRE aprovou a assinatura de um acordo aéreo entre Brasil e Bahamas (PDL 51/2019), assim como a criação de grupos parlamentares com os Estados Unidos (PRS 6/2019) e com a França (PRS 17/2019). A análise destas propostas segue ao Plenário do Senado.

Fonte: Agência Senado


159 queries in 3,947 seconds