-->
Home | Highlights | China simplifica inspeções de alfândega para importação de minério de ferro
Postado em 20 de maio de 2020 | 17:10

China simplifica inspeções de alfândega para importação de minério de ferro

A China vai simplificar importações de minério de ferro ao retirar inspeções por amostragem sobre a qualidade do produto, em medida que visa facilitar o comércio, disse na quarta-feira a Administração Geral das Alfândegas.

Os importadores ou agentes que exigem um certificado de qualidade, conhecido como certificado de Inspeção e Quarentena na China (CIQ), precisam enviar a solicitação à alfândega, que a emite após determinadas inspeções.

Todo o minério de ferro entregue na China ainda precisará passar por inspeção em campo e quarentena, incluindo testes para detecção de radioatividade e tratamento em quarentena de inclusões estrangeiras e resíduos sólidos suspeitos ou adulterados, disse a alfândega em comunicado.

Três operadores do mercado de minério de ferro na China disseram que a maioria dos embarques ainda envolverá exigência de um certificado CIQ para conclusão dos negócios. Mas, para algumas transações de minérios tradicionais de grandes mineradoras, espera-se que a nova medida economize algum tempo.

A China, maior consumidora mundial de minério de ferro, importou 358,4 milhões de toneladas do ingrediente siderúrgico nos primeiros quatro meses do ano, em meio a uma forte demanda nas usinas siderúrgicas

O ajuste nas inspeções entrará em vigor a partir de 1º de junho, de acordo com a alfândega.

 

Fonte: Reuters


155 queries in 2,824 seconds