-->
Home | Highlights | Carne suína brasileira é vendida com selo falsificado na Argentina
Postado em 13 de novembro de 2017 | 18:35

Carne suína brasileira é vendida com selo falsificado na Argentina

Um grande supermercado argentino estaria vendendo carne suína do Brasil sem respeitar a câmara fria nem qualquer parâmetro fitossanitário, além de etiquetar a carne como produzida na Argentina. A denúncia foi feita pelo presidente da Associação Argentina de Produtores Suínos, Juan Luis Uccelli, e foi publicada nos principais veículos de comunicação do país vizinho.

“É tanta a falta de controle que a mentira passa a ser tomada como verdade. Nesta semana fizemos uma denúncia de uma carne suína importada do Brasil, descongelada e empaquetada com quase 30 dias de data de vencimento e com a ironia em letras grandes de ‘Indústria Argentina’”, diz um comunicado da Associação Argentina de Produtores Suínos ou AAPP.

Ainda de acordo com o comunicado assinado pela associação, “os irresponsáveis são o supermercado Dia de Viale, da província de Entre Ríos, a empresa Catter Meat e o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar (Senasa) que, como figura na etiqueta, autoriza e garante a venda”.

“Solicitamos gerar a advertências aos consumidos para não cair no engano e comprar a mentira. Claro que isso vai contra todos os produtores de suínos do país que se quebram para fazer grande a pátria”, afirmou Juan Uccelli.

A importação de suínos tem sido motivo de controvérsia na Argentina. O Brasil tem aumentado sua participação no mercado do país vizinho e recentemente foi autorizada a entrada de carne suína tanto de origem norte-americano como canadense. O produto de origem dinamarquesa também teve entrada registrada em meses recentes.

Fonte: O Documento

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


150 queries in 2,746 seconds