-->
Home | Highlights | Associação de Terminais Portuários adota medidas em combate ao coronavírus
Postado em 24 de março de 2020 | 19:26

Associação de Terminais Portuários adota medidas em combate ao coronavírus

A Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) do Brasil adotou medidas em combate à pandemia do coronavírus, em trabalho de planejamento conjunto com as empresas associadas. Regime de home office, cooperação entre os portos e cuidados especiais de limpeza nos pontos de contato estão entre as precauções adotadas.

Segundo a organização, a maioria dos funcionários administrativos dos associados da ATP está efetuando regime de home office ou rodízio. Em terminais onde estes trabalhadores ainda estão presentes, as áreas operacionais estão inacessíveis para evitar contatos. Quanto às equipes operacionais, será adotado rodízio de funcionários. E restaurantes e ônibus utilizados em linhas internas serão readequados para manter condições de segurança sanitária. Vacinas de Influenza A e B também serão aplicadas, para reduzir riscos de demais enfermidades. Além disso, informações de prevenção são divulgadas a todos.

As associadas da ATP também estão fazendo um mapeamento dos profissionais que viajaram para fora do país nos últimos meses. As viagens, tanto nacionais quanto internacionais, estão suspensas para todos. Reuniões indispensáveis serão realizadas por meio de vídeo ou teleconferências. No quesito de cooperação, associados da ATP estão compartilhando as melhores práticas com diversos terminais de outros países, inclusive da Europa, atual epicentro da pandemia. De acordo com a ATP, em suporte à comunidade local, membros da entidade vão participar dos comitês municipais de crise para enfrentamento da emergência de saúde pública. Haverá comunicação diária com stakeholders (o público de interesse) locais e será criado um comitê de ações sociais para apoiar o poder público em demandas relacionadas À saúde.

A organização também se comprometeu em doar kits de limpeza e sabonete líquido. Cuidados especiais com estivadores e operadores portuários, mão de obra que interage diretamente com as tripulações, foram adotados. Entre eles, estão a instalação de um Comitê de Resposta à Crise, a distribuição de álcool em gel e outros complementos para intensificação na rotina de higienização; o reforço de comunicação interna para mapear funcionários com sintomas de coronavírus, com área de atendimento médico para diagnósticos; e a mediação de temperatura corporal de todos os trabalhadores que acessam o porto e de tripulantes que, eventualmente, descem dos navios.

Atividades de manutenção e operação não essenciais foram suspensas. Com isso, foi feita uma reorganização de planejamentos dos associados. Encaminhamentos eletivos para Tratamento Fora de Domicílio (TFD), trabalho remoto das atividades não associadas à operação do terminal e reuniões e treinamentos presenciais também constam como práticas suspensas nas medidas de prevenção da ATP.

Fonte: A Tribuna


150 queries in 2,761 seconds