-->
Home | Highlights | Arroz em casca é enviado à Venezuela
Postado em 16 de maio de 2018 | 18:36

Arroz em casca é enviado à Venezuela

Um novo cenário ao mercado do arroz é desenhado em Santa Catarina. As cinco cooperativas do produto no estado se unem, através da Cooperativa Central Catarinense Brazilrice, e buscam melhores condições para a exportação da produção. Um navio com 30 mil toneladas do arroz catarinense em casca partirá do Porto de Imbituba com destino à Venezuela.

Este é o primeiro embarque de arroz em casca realizado em Santa Catarina pela Brazilrice. Com a exportação, a intenção é balancear os preços, já que o Brasil passa por uma crise neste setor. “Nós temos mais produção que demanda. Com a exportação, queremos equilibrar isto”, aponta o presidente da Cooperativa Central, Vanir Zanatta.

Das 30 toneladas que serão encaminhadas para a Venezuela, 23 mil são das cooperativas do Sul catarinense. “A Venezuela é um grande mercado consumidor. Todo o produto será beneficiado no exterior”, explica.

As negociações para a exportação do produto se dão através de uma Trading. Segundo Zanatta, a Cooperativa Central não possui nenhum contato com o Governo Venezuelano. “Após negociações com a Trading e ajustes de volumes entre as cooperativas Copagro, Cravil, Cooperjuriti, Coopersulca e Cooperja, que formam a Brazilrice, decidimos pela efetivação do negócio”, declara o presidente.

Este é apenas o primeiro passo nas vendas externas do cereal. De olho em uma fatia maior de mercado externo, a Brazilrice pretende consolidar a atividade exportadora. O arroz beneficiado já é exportado pelas Cooperativas coirmãs, para países do continente Africano, América do Norte e Caribe e representa cerca de 10% do volume por elas beneficiados.

Toda exportação, auxilia a diminuir a oferta doméstica, aquecendo o preço interno do produto, que encontra-se defasado. A ideia é que ao final desta cadeia produtiva, o rizicultor receba o preço justo pelo seu trabalho e produto.

Fonte: DN Sul

Deixe um comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


157 queries in 2,543 seconds